Em jogo equilibrado, Independiente vence Bahia e assume a ponta do grupo na Sul-Americana 
(Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)

Nessa terça-feira (18), em Buenos Aires, Independiente, da Argentina, e Bahia se enfrentaram no confronto direto pela liderança do Grupo B, na 5ª rodada da Copa Sul-Americana. Em uma partida com cada equipe dominando um tempo, o time argentino levou a melhor no fim e venceu por 1 a 0, gol contra de Thonny Anderson. O Rojo, líder com 11 pontos, precisa apenas de um empate contra o lanterna Guabirá para se classificar. Já o Tricolor, vice-líder com 8 pontos, precisa da combinação de resultados para se classificar.

  • Equipe argentina domina a posse, mas empate persiste

A partida começou com os donos da casa tentando se impor, já que precisavam do resultado nessa noite, e teve a primeira finalização aos 3, com Palacios chutando para boa defesa de Douglas. A equipe brasileira chegou pela primeira vez aos 11, quando Nino foi até a linha de fundo e cruzou para Gilberto tocar tirando tinta da trave. Os argentinos detinham maior posse de bola, e foram buscando furar a boa marcação do Bahia, sem muito sucesso.

No contra-ataque, aos 23, o Tricolor fez uma boa jogada coletiva que terminou com finalização bem perigosa de Thaciano, por cima do gol. A partir disso, a partida ficou praticamente toda no campo ofensivo dos donos da casa, que reclamou pênalti de Rodriguinho na reta final da primeira etapa, mas que não foi marcado por Andres Rojas, da Colômbia. A pressão do Independiente não foi suficiente para tirar o zero do placar antes do intervalo.

  • Bahia não aproveita domínio, leva gol no fim e não depende mais de si para se classificar

A segunda etapa seria totalmente diferente da primeira, com o Tricolor baiano se impondo e querendo sair de Buenos Aires com a vitória. Logo aos 6, após falta cobrada por Rodriguinho, Daniel ia fazendo o gol de cabeça, mas Thaciano tocou para o fundo da rede em posição irregular, impedindo que o placar fosse aberto. Com boa marcação e apostando na velocidade, especialmente de Rossi, o Bahia teve nova chance aos 11, mas o chute do camisa 10 passou por cima do gol.

Três minutos depois, em nova falta cobrada para a área, Juninho tocou bem de cabeça, mas para fora. O Independiente seguia sendo dominado em casa, e quase viu o time brasileiro marcar aos 22, quando Thaciano arrancou e tocou para Rossi, livre, mas na hora da finalização a defesa argentina conseguiu cortar para escanteio. A primeira boa chance do Rojo após o intervalo só aconteceu aos 27, quando Velasco arriscou da entrada da área e a bola passa muito perto do gol brasileiro.

Quando a partida ainda estava sob controle do Bahia, que tentava se aproveitar do desespero do time argentino que precisava da vitória, Thonny Anderson e Douglas não se entenderam após cobrança de falta aos 36, e a bola bateu no meia antes de morrer no fundo da rede tricolor, Independiente 1 a 0. O time brasileiro sentiu o gol e não conseguiu criar chances para buscar o empate, mesmo tentando até o último minuto, e agora fica em uma situação delicada na busca pela classificação.

  • Próximos confrontos

Na última rodada, as duas equipes jogarão na próxima quarta-feira (26) às 19h15. O Bahia receberá, em Pituaçu, o Montevideo City Torque, do Uruguai, enquanto o Independiente jogará novamente em seus domínios contra o Guabirá, da Bolívia.

VAVEL Logo