Com reservas, São Paulo perde para o Racing e adia classificação na Libertadores
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Às vésperas da final do Campeonato Paulista, o São Paulo usou um time alternativo nesta terça-feira (18) no Morumbi para enfrentar o Racing e levou um duplo golpe - perdeu o jogo e a liderança do grupo E da Libertadores. O tricolor sustentava uma invencibilidade de 14 jogos na temporada. 

O único gol foi marcado por Novillo, de cabeça, aos 28 minutos do 1º tempo. Com a vitória, o Racing atingiu 11 pontos, três a mais do que o São Paulo, que agora precisa torcer por uma combinação de resultados para conseguir avançar em primeiro no grupo e ter vantagem no mata-mata da Libertadores.

Com apenas um titular desde o começo da partida, o goleiro Tiago Volpi, o São Paulo encontrou dificuldades para se impor, o Racing apertou a marcação e o time não conseguia trocar passes rápidos, nem prender a bola no meio de campo ou dar velocidade à transição da defesa para o ataque. 

O jogo começou ríspido, tanto que terminou com mais faltas (32, sendo 20 do Racing) do que finalizações (17, sendo 11 do São Paulo). O time argentino chegava mais com Domínguez e Rojas, principalmente na bola parada e em chutes de longa distância.

A melhor chance do São Paulo no jogo foi logo aos 10 minutos, após um cruzamento da esquerda em que Igor Gomes apareceu dentro da área e se atirou na bola, porém Arias salvou o Racing ao defender com o pé.

Na sequência, o time argentino respondeu com um chute de fora da área de Rojas, mas a jogada que definiu a partida começou com o goleiro Arias. Ele fez um lançamento para a ponta esquerda, Lovera foi apenas cercado à distância por Orejuela e então levantou na área. Infiltrado no meio da defesa, Novillo desviou de cabeça no canto esquerdo, sem chance para Volpi. 

O gol abalou o São Paulo, que teve outra chance no primeiro tempo mas Vitor Bueno chutou nas mãos de Arias. Igor Gomes também arriscou em cobrança de falta frontal perto da área que ele mandou por cima do gol.

O times voltaram do intervalo sem mudanças e a primeira finalização foi do São Paulo - um chute de Rodrigo Nestor que Arias encaixou. O jogo continuou movimentado, tanto que foram dois gols anulados. O primeiro foi uma cabeçada de Orban que desviou uma falta lateral cobrada por Rojas. A defesa tricolor fez a linha de impedimento e o zagueiro ficou adiantado, facilitando a marcação do assistente.

Dani Alves de volta

Escalado como centroavante, Vitor Bueno não conseguia prender a bola no ataque nem incomodar Arias, tanto que foi substituído na primeira parada de Crespo. O técnico argentino trocou logo três jogadores de uma vez, colocando os titulares Daniel Alves e Luciano, além do meio-campista Shaylon. William e Orejuela também saíram.

As novidades melhoraram o São Paulo, que começou a atacar mais pela direita, principalmente com Daniel Alves. O camisa 10 até finalizou - de voleio, mas Arias estava atento e pegou. Mais tarde ele inclusive balançou a rede, de cabeça, mas quando se posicionou dentro da área estava em posição irregular e então o gol foi anulado. 

O time argentino, por sua vez, também fez as cinco substituições que tinha direito e administrou o resultado até o fim, tanto que sequer finalizou na direção do gol de Volpi no segundo tempo. Aliás, ele mal sujou o uniforme, trabalhando mais na reposição de bola - foram apenas duas finalizações certas do Racing em um intervalo de 15 minutos - uma entrou e a outra foi um chute de longa distância de Rojas que o goleiro defendeu com segurança.

Classificação e próximos jogos

Esta foi apenas a segunda derrota do São Paulo em 19 jogos na temporada 2021. A queda da invencibilidade para o principal concorrente na disputa pela liderança do grupo complicou a vida do tricolor na Libertadores. O time do Morumbi estacionou nos oito pontos e o Racing foi a 11, o suficiente para carimbar a vaga no mata-mata. O confronto desta quarta-feira (19) entre Rentistas e Sporting Cristal pode classificar os brasileiros se terminar com empate ou vitória dos peruanos. Se os uruguaios vencerem, entram na última rodada com chance de classificação.

O São Paulo, por sua vez, precisa vencer o Sporting Cristal na última rodada e torcer por derrota do Racing para ficar em 1º no grupo, o que dá a vantagem de decidir em casa nas oitavas de final e escapar do confronto diante dos principais candidatos ao título na próxima fase.

Enquanto isso, Hernán Crespo monta a equipe para as finais do Campeonato Paulista - os jogos diante do Palmeiras são na quinta (20) e no domingo (23). O alviverde também perdeu nesta rodada de Libertadores - escalou reservas e levou 4 a 3 do Defensa Y Justicia.

VAVEL Logo