Hernán Crespo define primeiro jogo da final do Paulistão
como 'um jogo de xadrez'
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Palmeiras e São Paulo empataram, em 0 a 0, nesta quinta-feira (20), no Allianz Parque. O clássico foi válido pela ida da final do Campeonato Paulista. O Tricolor perdeu dois jogadores, ainda no primeiro tempo, por conta de lesões. Daniel Alves e Benítez saíram machucados. Em entrevista coletiva após a partida o técnico Hernán Crespo evitou criticar o calendário.

Neste momento, qualquer coisa que eu fale aqui não quero que vire desculpa. Mas é um fato, o calendário é assim. Vamos jogar uma final no Morumbi, vamos ver como os atletas estarão nesses dois dias. Sabemos da dificuldade, mas a situação é essa e convivemos com ela” disse.

E completou sobre a situação de jogares que estão no departamento médico, como Luciano, com dores musculares, e Eder, que está fora há 15 dias: “Ainda não sei quanto tempo precisa o Dani, mas acredito que o Luciano pode jogar, e vamos ver com o Eder”.

O comandante também falou sobre como é difícil jogar uma final e ver os atletas de alto nível jogando dinamicamente com muita concentração. Além disso, Crespo também elogiou o adversário.

Foi um jogo muito equilibrado, e planejamos isso. Era um jogo de xadrez. Sabemos que é muito difícil jogar aqui contra o atual campeão da Libertadores e do Paulistão”.

Quem também falou após a partida foi Gabriel Sara. Aos 42’ do segundo tempo, o meia acertou um belo chute na trave. O jogador também lamentou o empate, mas afirmou que a equipe vai com tudo para o segundo jogo.

Eu acreditei que ela ia entrar, vi de relance, quando bateu na trave me decepcionei. A gente veio para vencer, empate nunca é bom. Temos que nos concertar, é clássico, jogo decidido nos detalhes. Vamos com força total lá no Morumbi”.

O jogo de volta será no próximo domingo (23), no Morumbi, às 16h. Caso haja um novo empate, a decisão será nos pênalti. Já que nenhuma das equipes possui vantagem.

VAVEL Logo