Análise: Veja alternativas para utilização de Rigoni no São Paulo
Meia foi apresentado pelo São Paulo, como reforço pedido pela comissão técnica (Divulgação/São Paulo)

Com 28 anos, Emiliano Rigoni chega ao São Paulo com uma idade que, costumeiramente, é relacionada ao auge da carreira de um atleta profissional do futebol. Ambidestro, tem talento para armar jogadas, atrair a marcação, além de possuir boa finalização de longa distância. Também surge como opção de cobrança nas bolas paradas, priorizando sua perna esquerda.

É um atleta que possui boa leitura de jogo e ocupação de espaços, buscando bastante o jogo entrelinha. Dessa forma, consegue atrair marcadores, criando espaço para ser atacado por seus companheiros, que recebem bons passes do argentino. Se destaca mais por esse fator do que pela própria finalização, não tendo uma média de gols tão alta.

Existem algumas possibilidades de atuação do meia no já sólido 3-5-2 de Hernán Crespo. As principais possibilidades estão nas beiradas, atuando como um ala, visto que o atleta possui boa recomposição e facilidade em desarmes, apesar de ser um jogador ofensivo. Pode ser opção não só ao ataque, mas também substituir Reinaldo e Dani quando necessário. Veja mais detalhes no vídeo abaixo.

Outras possibilidades estão na faixa mais central do campo. Pode atuar no meio, atrás dos atacantes, e principalmente como um segundo atacante, sendo boa opção à Luciano, que também tem facilidade de se movimentar à frente da área, atraindo marcadores para criar espaços na defesa adversária.

Por todas as características, Rigoni parece ser um acerto, podendo ser peça importante em um calendário tão apertado quanto o do futebol brasileiro em 2021.

VAVEL Logo