Barroca elogia competitividade do Atlético-GO após vitória contra o São Paulo
Eduardo Barroca após Atlético-GO 2 a 0 São Paulo (Bruno Corsino / ACG / Divulgação)

O Atlético-GO começou muito bem o Campeonato Brasileiro 2021. Na segunda rodada do torneio, no Antonio Accioly, a equipe fez 2 a 0 no São Paulo e seguiu com 100% de aproveitamento na competição. Após a peleja, disputada neste sábado (05), Eduardo Barroca, treinador da equipe, falou sobre a partida e sobre um detalhe extracampo bastante curioso.

O técnico do Dragão fez questão de exaltar o grau de competitividade da equipe comandada por ele - além de elogiar o jogadores.  "O tamanho da vitória é de acordo com o tamanho e a qualidade do adversário. É também uma vitória muito importante principalmente pela forma como ela aconteceu. Nossa equipe foi extremamente competitiva, os jogadores se dedicaram muito e nesses três jogos isso vem sendo recorrente. O mérito é todo deles", comandou.

Apesar dos elogios, o ACG, no 4-2-3-1 de Eduardo Barroca, teve números inferiores ao adversário. O São Paulo, de Juan Branda (Hernán Crespo não comandou a equipe por ter sintomas gripais, mesmo testando negativo para coronavírus), teve 63% de posse de bola e chutou treze vezes a gol, contra nove dos goianos. Na efetividade, entretanto, melhor para os mandantes: foram quatro chutes certos a gol, ante três dos paulistas.

Pressão?

Após a saída de Marcelo Cabo para o Vasco da Gama, logo após o título do Campeonato Goiano 2020, Eduardo Barroca foi contratado e desagradou setores da torcida atleticana. De acordo com o próprio, tal situação não o abalou. "Em primeiro lugar, eu preciso deixar claro que nenhuma pressão externa é maior que a minha própria pressão em cima de mim. Ter a possibilidade de retornar a um clube pela segunda vez é um motivo de honra e aumento de responsabilidade. Temos uma caminhada muito grande e precisamos crescer em muitos aspectos", finalizou o treinador.

VAVEL Logo