Eficiente,
Sampaio Corrêa vence Remo fora de casa e sobe para terceiro na Série B
Foto: Samara Miranda/Sampaio Corrêa FC

O Sampaio Corrêa conquistou sua segunda vitória seguida ao superar o Remo pelo placar de 2 a 0 nesta terça-feira (29) pela oitava rodada da Série B do Brasileirão 2021. No Estádio Baenão, Jefinho e Romarinho converteram as duas chances que o visitante teve no segundo tempo, em cobrança de pênalti e contra-ataque certeiros.

O Leão Azul entrou em campo integrando o Z-4 do campeonato, em 17º com sete pontos, a um gol (de saldo) do Londrina, primeiro time fora da zona - os paraenses ainda têm um jogo a menos. Foram para o confronto contando com apenas uma vitória na competição. Na partida anterior, um empate com gosto de derrota com o líder Náutico após gol irregular do adversário no fim.

Já na outra ponta da tabela, a Bolívia Querida foi para o duelo dentro do G-4, na quarta colocação com 12 pontos, a cinco da liderança. Tinha também outros números favoráveis: a primeira vitória sobre o Botafogo na história pela rodada anterior (2 a 0) e o fato de possuir a segunda melhor defesa do Brasileiro.

Faltou pontaria

A primeira etapa foi de ação e reação no Baenão, cenário comprovado pelo número de finalizações: 6 a 6. Logo após uma das duas equipes ameaçar uma ou mais vezes, a outra tomava a posse da bola para responder e virar o “placar” de oportunidades. O Sampaio começou pressionando bem na saída de bola, mas o Remo teve maior posse. A primeira chance foi aos quatro minutos, quando Erick Flores arriscou chute frontal de longe, e a bola saiu com perigo após desvio.

Aos 16, Mauro tentou da intermediária em resposta, direto para fora. Cinco minutos depois, Igor arrancou pela esquerda, invadiu a área, finalizou na saída de Mota, mas o chute saiu sem a direção certa para o Leão.

Aos 25 e 28, mais duas oportunidades para o visitante. Ciel ficou com a bola na segunda trave após escanteio pela esquerda, girou e bateu, porém a marcação bloqueou na hora certa. E Jean recebeu na entrada da área, chutou rasteiro no canto, e Vinícius caiu para espalmar e salvar o Remo.

Bolívia Querida marca em suas duas únicas oportunidades

Já a volta do intervalo não trouxe o mesmo equilíbrio em chances. O Leão Azul continuou superior em posse de bola, com a diferença de que deixou a Bolívia Querida para trás nas finalizações. Só que, além de o time paraense ser o que menos conclui a gol na Série B, quando o fez contra o Sampaio, foi quase sempre errando o alvo. Aos cinco minutos, Gedoz tentou da entrada da área, mas mandou por cima. Aos dez, Rafinha também finalizou da entrada da área sem a direção do gol.

Seis minutos depois, Dioguinho finalizou na área pela direita, porém isolou. O visitante abdicou de atacar, não se esforçando nem para tentar encaixar contra-ataques. Aos 28, 14 a 7 em finalizações para o Remo, sem qualquer chance com algum perigo por parte do Sampaio.

Até que, aos 30, Kevem agarrou Jefinho na área: pênalti para a Bolívia Querida. O próprio camisa 9 foi para a cobrança e converteu, colocando para dentro a primeira oportunidade da equipe.

O jogo era de muitas trocas de passes, boa parte deles para trás, e de pouca velocidade, de ambos os lados. O Leão seguiu tentando agora o empate, mas sem assustar. E, mostrando que quem não fez leva, o Sampaio fechou o placar em raro contra-ataque já aos 45: Romarinho recebeu arrancando, entrou na área e tocou certeiro quando Vinícius tentava fechar o ângulo: 2 a 0. Dois minutos depois, Mota fez boa defesa para evitar que o Remo descontasse.

Classificação e próximos compromissos

Com a segunda derrota no campeonato, o Remo não conseguiu deixar a zona de rebaixamento, com os mesmos sete pontos na 17ª posição. Enquanto isso, com a segunda vitória seguida, o Sampaio Corrêa subiu para o terceiro lugar, com 15 pontos, agora a dois do líder Náutico, que empatou na rodada.

O próximo compromisso do Leão Azul é fora de casa contra o Coritiba na sexta-feira (2) às 19h. Já a Bolívia Querida volta a campo no sábado (3) às 19h, quando recebe o Londrina.  

VAVEL Logo