Gigantes do futebol brasileiro sofrem na Série B 2021
Botafogo, Vasco e Cruzeiro com início irregular na Série B 2021. (Foto: Arte VAVEL)

A edição do Campeonato Brasileiro Série B 2021 reservou o encontro inédito de três gigantes do futebol brasileiro ao mesmo tempo, Botafogo, Vasco e Cruzeiro. E somado a outros grandes clubes nacionais e regionais, como Coritiba, Náutico, Goiás, Guarani e outros, disputam a “Série B mais difícil de todos os tempos”. Inclusive é assim que vem sendo divulgada a competição.

Dentro de campo, o nível técnico é baixo e alguns jogos são muito ruins e difíceis para o torcedor assistir. Mas o equilíbrio esperado vem ocorrendo, e isso vem atrapalhando os planos de Botafogo, Vasco e Cruzeiro. Que se encontram respectivamente na sétima, nona e décima quarta posição na classificação.

  • Gigantes cariocas e o desafio de repetir o sucesso de outrora

Botafogo e Vasco já caíram outras vezes e retornaram de imediato para a Série A. Porém nunca passaram nada parecido com a atual edição. Das oito rodadas disputadas, o Alvinegro da Estrela Solitária ficou apenas duas no G4 da Segundona, mas vale lembrar que o clube tem um jogo a menos que os demais. Já o Cruzmaltino ainda não frequentou a zona de acesso da competição.

Com sete jogos disputados, o Botafogo tem três vitórias, dois empates e duas derrotas. Soma 11 pontos e está na sétima posição, com quatro pontos a menos que o quarto colocado Sampaio Corrêa. Dos três gigantes é quem mostrou um melhor futebol e uma certa regularidade até o momento, tendo vencido todos os jogos em casa. O Glorioso tem um jogo a menos, a ser disputado contra o CSA no Estádio Nilton Santos, ainda sem data marcada.

Na nona posição com 10 pontos, o Vasco tem três vitórias, um empate e quatro derrotas. Diferente do Botafogo, o Cruzmaltino disputou todos os oito jogos até o momento. E as atuações ruins tem sido a grande marca do time nesta Série B. Mesmo em jogos que foi o vencedor, as chances criadas foram poucas e muitas vezes o time acaba apelando para chuveirinhos na área para ver o que acontece, já a defesa vem tendo muito trabalho, tendo sofrido 10 gols até o momento.

  • Situação delicada na Toca da Raposa

O Cruzeiro disputa a segunda Série B de sua história e de maneira consecutiva. O clube que caiu em 2019, não fez um bom campeonato em 2020 e não conseguiu o acesso. Em 2021, o Cabuloso começou da mesma maneira que a última temporada e isso tem tirado o sono do cruzeirense. Apenas oito pontos somados, sendo que apenas duas vitórias, dois empates e quatro derrotas. E o time não apresenta sinais de melhora, tem média de dois gols sofridos por jogo, tendo tomado 16 tentos no total.

Se dentro de campo as coisas não vão bem, na parte administrativa também as notícias não são boas. Dívidas não param de surgir e cobranças chegam a todo momento. Na última quarta (30) o clube foi punido pela FIFA e não poderá inscrever novos jogadores por não pagar uma dívida relacionada a contratação do meia Arrascaeta em 2015. E poderá sofrer novas punições ainda em 2021, podendo inclusive ser rebaixado para a Série C em uma delas.

  • Trio tem bom início na Série B

Cotados como candidatos ao acesso antes do começo da Série B, Náutico, Coritiba e Goiás iniciaram muito bem a competição e estão tentando se consolidar no G4 do torneio nacional. Único invicto no torneio, o Timbu soma cinco vitórias e três empates e é líder com 18 pontos somados. O Coxa tem 16 pontos, e venceu as mesmas cinco vezes, porém possui um empate e uma derrota, tem um jogo a menos contra o Brusque. Já o Esmeraldino tem 15 pontos, quatro vitórias, três empates e apenas uma derrota.

Com 30 rodadas pela frente, é difícil prever o que irá acontecer. O certo mesmo é que ninguém terá vida fácil e o equilíbrio deve permanecer até o final da competição que termina em novembro. A nona rodada terá início nesta sexta-feira(2) com jogos do Náutico e do Coritiba.

VAVEL Logo