Pará ou Madson? Números mostram que reserva conseguiu aproveitar chance no Santos
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Titular na partida diante do Athletico na última terça-feira (6), o lateral-direito Madson, que atuou no lugar de Pará, suspenso, conseguiu aproveitar a oportunidade dada pelo técnico Fernando Diniz e vira opção ofensiva para o treinador no Santos. O lateral deu a assistência para o gol de Marcos Guilherme na vitória por 2 a 1.

Mesmo sendo reserva, Madson tem números melhores do que os de Pará, titular absoluto da equipe de Fernando Diniz. Desde que Pará chegou ao Santos, em 2019, disputou 201 partidas. Em todas, ele chegou a marcar dois gols e deu nove assistências. Já Madson, que chegou em 2020, soma 57 partidas pelo Peixe. Marcando cinco gols e dando seis assistências.
 
Os números em si, mostram que mesmo Madson sendo reserva e tendo ¼ dos jogos em relação a Pará, o lateral-direito de 29 anos, tem seis assistências, menos que o titular de 35 anos, mas tem mais gols marcados com a camisa do Santos.
 
 
Só que mesmo tendo feito uma ótima partida diante do Athletico Paranaense e sendo um dos pedidos da torcida, a expectativa é para que Pará retorne ao time titular no sábado (10), no clássico diante do Palmeiras, no Allianz Parque, às 16 horas, em jogo válido pela 11ª rodada do ​​​​Série A do Campeonato Brasileiro.
VAVEL Logo