'Sextou' para quem? Rogério Ceni é demitido do Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Sábado, 10 de julho de 2021, praticamente 3 horas da manhã. Dia de futebol em todo o país, com decisão de Copa América entre Brasil x Argentina no Maracanã à noite. Quem poderia tomar uma decisão importante sobre o futebol de uma equipe no território brasileiro? Impossível, diria a maioria. Mas o dito reza que nunca deve ser proferida a palavra “nunca”, até porque “as palavras têm poder”. E o Flamengo responde à pergunta supracitada. A diretoria rubro-negra anunciou a demissão do técnico Rogério Ceni nesta madrugada.

Muitos fatores contribuíram para a decisão. Algumas escolhas de jogadores para determinadas partidas, atuações desaprovadas por parte dos torcedores e de integrantes envolvidos no cotidiano do clube, derrotas recentes para Fluminense e Atlético Mineiro em uma semana pelo Campeonato Brasileiro. Por mais que a pressão aumentasse, os gestores sempre rechaçaram quaisquer hipóteses de saída por deixarem bem claro que Ceni tinha o apoio da direção de futebol e do elenco. Não foi bem assim.

Um áudio vazado durante a sexta-feira (9) registrou a fala do analista de mercado do Centro de Inteligência e Mercado (CIM), Roberto Drummond, com veementes críticas sobre a dificuldade de Rogério Ceni em aceitar indicações de jogadores vistos pelo departamento e a frequente exigência da contratação de alguns atletas que foram comandados por ele no Fortaleza.

“Não consigo entender. Estou sendo bem sincero. O cara não cai. Não sei por quê. A gente vai sangrar em uma competição, tomara que não seja a Libertadores, para tirar ele. Ou perder para a Chapecoense no fim de semana, o que é improvável, mas poderia ser. [...] Cara, ele é uma pessoa ruim. Não tem outra definição. É uma pessoa ruim. Ele não tem respaldo do pessoal de cima, deixa ele meio perdido aqui. [...] Ele é muito mau-caráter. Tudo aquilo que aconteceu no Cruzeiro deve ter sido o contrário. Totalmente arrogante, totalmente babaca. Você vê pelas entrevistas dele. Tudo ele está certo e está todo mundo errado. Ele acha todos os erros na partida e não dá uma solução. Cara, é decepcionante. Quanto mais tempo ficar, mais tempo a gente vai sangrar. Porque é ruim”, diz Drummond em parte do áudio com duração de três minutos e 20 segundos.

Roberto Drummond foi demitido durante a tarde e Rogério Ceni também perdeu o emprego na madrugada. Ceni chegou ao Flamengo na primeira quinzena do último mês de novembro. Foram 45 jogos, com 23 vitórias, 11 empates e 11 derrotas, com 86 gols marcados e 55 sofridos. Conquistou o Brasileirão de 2020, a Supercopa do Brasil e o Campeonato Carioca em 2021. Segundo o clube, Maurício Souza será o comandante interino rubro-negro enquanto o nome do substituto não é anunciado.

O nome mais forte para assumir o comando técnico é Renato Portaluppi. Após sair do Grêmio no último mês de abril, o ex-jogador rubro-negro foi cogitado por diversas vezes, uma vez que o próprio Portaluppi já disse abertamente ter vontade de ser treinador da equipe carioca. Segundo informações da ESPN Brasil, falta o consenso dos próprios diretores para pensar de forma unidirecional.

Enquanto os bastidores seguem movimentados, o Flamengo irá entrar em campo às 18h15 do domingo (11) para enfrentar a Chapecoense no Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ. O rubro-negro está na 12ª colocação, com 12 pontos em oito jogos (quatro vitórias e quatro derrotas). Além disso, a equipe terá nas duas próximas quartas-feiras o grande desafio pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América contra o Defensa y Justicia.

VAVEL Logo