Tabu? Palmeiras coloca o rival São Paulo na roda e é semifinalista da Libertadores
Foto: César Greco / SE Palmeiras

Até esta terça-feira (17), o Palmeiras nunca tinha vencido o São Paulo em um jogo válido pela principal competição de futebol da América do Sul. O tabu caiu de maneira apoteótica no Allianz Parque: no jogo de volta das quartas de final da Copa Libertadores da América 2021, o 3 a 0 sepultou uma série de fantasmas alviverdes - e, de quebra, classificou o clube para as semifinais da competição no Choque-Rei 332.

No 4-4-2 de Hernán Crespo, o São Paulo teve 58% de posse de bola. Em finalizações, entretanto, melhor para o Palmeiras, de Abel Ferreira: treze finalizações (contra oito dos visitantes), sendo oito certas - os tricolores não acertaram nem um chute a gol.

Passeio alviverde

O começo da partida foi inteiro do Palmeiras. Nos primeiros segundos de jogo, Marcos Rocha acionou Rony na direita e foi bloqueado por Miranda; aos quatro, Wesley chutou do lado direito e Tiago Volpi defendeu. Com oito, Dudu chutou de longe, a bola desviou em Rodrigo Nestor e foi para as mãos do goleiro - que, aos nove minutos, tirou o braço após finalização de Raphael Veiga depois de cruzamento na medida de Zé Rafael.

Com o Verdão na frente, o São Paulo começou a ir para frente: Emiliano Rigoni cruzou rasteiro da direita, Pablo não conseguiu finalizar e Rodrigo Nestor chutou alto demais aos treze minutos; com dezenove, Rigoni chutou da direita após passe de Pablo e Weverton defendeu bem.

Seguiu a pressão do SPFC, ainda que sem muito perigo: aos 38, Gabriel Sara chutou à esquerda da meta do Alviverde Imponente. Segundos depois, entretanto, Raphael Veiga chutou da esquerda e Rony chutou colocado, para boa defesa de Tiago Volpi; com 41, foi Zé Rafael quem chutou, mas errou. Com 45, Veiga arriscou de longe, a bola resvalou em Robert Arboleda e obrigou Volpi a outra boa defesa. 

Nos primeiros segundos do segundo tempo, Rodrigo Nestor chutou de longe e a bola ganhou muita altura. Aos onze minutos, Rigoni serviu Pablo e o centroavante, de maneira inacreditável, errou por muito na cara do gol. Cobrando falta para o SEP, aos 15 minutos, Raphael Veiga cobrou falta na meia-lua muito por cima.

Aos 21, a pá de cal no Tricolor: após bate-rebate na área, Dudu acertou um chutaço no ângulo esquerdo de Volpi para dobrar a vantagem palestrina - o mesmo atacante, aos 27, chutou forte na direita e o goleiro são-paulino defendeu. Segundos depois, Igor Gomes arriscou de longe e a bola foi à direita de Weverton. Com 30, Raphael Veiga fintou Volpi e foi travado por Arboleda, mas, aos 32, aproveitando bola viva na entrada da área, Patrick de Paula contou com desvio em Miranda para marcar o terceiro.

Com 35, Vitor Bueno chutou do lado direito e errou por pouco, também no canto direito. Segundos depois, o mesmo Bueno deixou o pé em Gustavo Gómez e foi expulso direto. 

Próximos jogos

Na semifinal da Copa Libertadores da América 2021, o Palmeiras/São Paulo aguarda o vencedor do confronto entre Atlético-MG e River Plate - o jogo de volta acontece nesta quarta-feira (18), às 21h30; a ida teve vitória atleticana por 1 a 0. Pelo Campeonato Brasileiro 2021, o Verdão recebe o Cuiabá no próximo domingo (22), às 11h, mesmo dia em que o Tricolor enfrenta o Sport, às 20h30.

VAVEL Logo