Ney Franco vê CSA apático e aponta desfalque de última hora como decisivo em derrota para Náutico
Foto: Divulgação/CSA

CSA perdeu sua grande chance de encostar no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe azulina foi derrotada por 1 a 0 para o Náutico, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, na última terça-feira (24), em partida válida pela primeira rodada do returno da competição. A equipe alagoana vinha de quatro jogos invictos.

Após a partida, o técnico Ney Franco analisou a atuação, enfatizou os desfalques e apontou a baixa que mais pesou.

"Quanto à ausência do Gabriel, logicamente que é um atleta que faz falta, mas não foi só o Gabriel. Hoje nós perdemos um lateral-esquerdo (Ernandes, que sentiu antes do jogo), não tínhamos ali outro lateral-esquerdo para substituir, então isso mudou muito a nossa formação lá atrás. Você ter que improvisar um volante na lateral esquerda era a melhor opção para esse jogo. A ausência do Iury Castilho, que vem num momento muito bom, um jogador de força, e também essa perda do Gabriel. Nós perdemos três opções que qualificam o nosso elenco, embora o CSA não deva ficar refém de jogadores".

"Mas foi um jogo atípico, principalmente no detalhe, e eu me queixo mais da perda de um lateral-esquerdo momentos antes do jogo", completou.

Ney também fez a leitura da partida e disse como foi o duelo no Rei Pelé.

"Jogo difícil contra o Náutico, que estava posicionado a nossa frente no campeonato, nos preparamos muito para esse jogo, com a possibilidade real de vitória e de ultrapassar esse adversário. Com o equilíbrio do jogo, sabíamos que, durante a partida, ela mostrou-se muito disputada no setor de meio-campo, com muita pegada e aquele detalhe: era um jogo de poucos gols, quem saísse na frente tinha a possibilidade enorme de fazer gols".

"Náutico foi mais feliz"

O treinador afirmou que a jogada do gol do Náutico foi trabalhada no CT do Nelsão, mas a qualidade do adversário foi decisiva.

"Eu avalio que foi um jogo de dois tempos, no segundo tempo fomos até melhores do que o Náutico, mas era um jogo que ia ser definido nos detalhes. O Náutico teve oportunidades de gol, uma delas numa jogada cantada, onde nós trabalhamos para evitar esse gol, mas, por mais que você proteja, entrou a qualidade na batida da bola e a antecipação do Vinícius".

"Sabemos que, dentro desse equilíbrio do jogo, hoje o Náutico foi mais feliz, principalmente na bola parada".

Com o revés, o CSA estacionou nos 28 pontos e está em décimo lugar. Na próxima rodada, o Azulão visita o Sampaio Corrêa, no sábado (28), às 21h.

VAVEL Logo