Com um a menos, Flamengo atropela Grêmio e encaminha vaga às semis da Copa do Brasil
(Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Na noite dessa quarta-feira (25), em Porto Alegre, Grêmio e Flamengo se enfrentaram pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil 2021. Apesar da expulsão de Isla na reta final da primeira etapa, o Rubro-Negro foi superior e goleou por 4 a 0, podendo até perder por 3 gols de diferença no Maracanã, no dia 15/09, que se classificará. Foi a pior derrota do Tricolor gaúcho na Arena, inaugurada em 2013, e o pior tropeço dos donos da casa na Copa do Brasil.

Grêmio domina, mas não marca; Isla é expulso no fim

Apesar da diferença de expectativas, exposta na tabela do Brasileirão, os comandados de Felipão começaram o duelo com a faca entre os dentes. Nos primeiros segundos, Villasanti bateu travado, a bola sobrou para Borja, que tentou tirar de Diego Alves mas jogou para fora.

A equipe gaúcha era melhor, e não deixava o atual bicampeão brasileiro ficar com a bola, e chegava em velocidade pelas laterais, concluindo as jogadas também na entrada da área, superando a turbulenta marcação rubro-negra. Aos 13, Borja deu um bolão para Alisson, que saiu na cara do gol mas bateu tirando tinta da trave esquerda. 

Sentindo a coxa após um lance na linha de fundo, Douglas Costa teve que ser substituído por Ferreira, aos 27 minutos. Praticamente em sua primeira participação, o jovem gremista foi derrubado por Isla, que levou o amarelo. Antes, Vanderson e Everton Ribeiro se estranharam após dividida, e uma pequena confusão foi iniciada no gramado, mas o VAR não precisou entrar em ação.

Na primeira jogada perigosa do time carioca, Bruno Henrique passou por três e chutou para boa defesa de Gabriel Chapecó. O atacante do Flamengo também sentiu a coxa, e teve que ser substituído por Michael, aos 36. Sete minutos depois, Alisson ganhou na velocidade de Isla, invadiria a área sozinho, mas o chileno teve que parar com falta, e foi expulso após o segundo amarelo. No último lance da primeira etapa, Rafinha cruzou na medida para Ferrerinha, que chutou de primeira perto do travessão.

Contrariando a lógica, Fla se impõe mesmo com 10 e goleia

Após o domínio na primeira etapa, e com um a mais, se esperava que o Grêmio continuasse sendo superior e pressionando em busca da vitória e vantagem no confronto, mas o que se viu foi exatamente o oposto. Na volta do intervalo, Renato colocou Matheuzinho e Thiago Maia, tirando Diego, que tinha cartão, e Arrascaeta.

As mudanças auxiliaram o Flamengo a se organizar em campo, e desde o começo do segundo tempo, o Rubro-Negro deu as cartas e abriu caminho para a goleada. Aos 3, Michael pegou a sobra do escanteio, e bateu colocado no ângulo, mas Chapecó voou para espalmar. Aos 7 minutos, em nova cobrança de escanteio, a bola cruzou a área até chegar em Bruno Viana, que dominou e chutou no canto esquerdo, contando com desvio em Rafinha, Fla 1 a 0.

No minuto seguinte, a única chance clara da equipe tricolor na metade final do jogo: Alisson soltou a bomba da entrada da área, e a bola explodiu no travessão de Diego Alves. Com a vantagem no placar, e um a menos, o Rubro-Negro passou a ficar recuado para explorar os contra-ataque e obteve sucesso na estratégia. 

A defesa, que ficou bastante exposta no primeiro tempo, foi mais protegida na etapa final, e Diego Alves quase não trabalhou até o fim da partida. Por outro lado, a equipe carioca desperdiçava os contragolpes, que foram ficando cada vez mais numerosos após as mudanças de Felipão, que buscou aumentar o poderio ofensivo dos gaúchos, colocando Campaz, Diego Souza e Luiz Fernando.

Aos 29, Michael recebeu um grande passe de Thiago Maia, e tocou na medida para Everton Ribeiro, sozinho na área, que chutou de primeira para fora, em seu último lance no jogo. Renato voltou a usar o banco, e colocou Vitinho no lugar do camisa 7. Em nova escapada na velocidade, Vitinho tabelou com Matheuzinho, e tocou na medida para Michael chutar cruzado e ampliar, 2 a 0.

O que já era bom, ficou muito melhor para os rubro-negros aos 45 minutos, quando o camisa 11 cruzou com perfeição para Rodinei, nas costas de Rafinha, mandar uma bomba de cabeça, Fla 3 a 0. Logo depois, Vanderson fez falta dura e recebeu o vermelho direto. No último lance do jogo, com auxílio do VAR, o árbitro marcou pênalti de Luiz Fernando em Michael. Vitinho cobrou forte, no ângulo, e deu números finais ao quente duelo em Porto Alegre: Grêmio 0 x 4 Flamengo.

Próxima partida

O Tricolor voltará a campo no sábado (28), às 21h, quando receberá o Corinthians, na Arena, pela 18ª rodada do Brasileirão. No mesmo dia, às 19h, o Rubro-Negro irá até a Vila Belmiro, encarar o Santos. 

VAVEL Logo