Daniel Paulista valoriza empate do Guarani no Dérbi Campineiro #201 e contemporiza sobre Régis
Foto: Thomaz Marostegan / Guarani FC

Um Ponte Preta x Guarani nunca é um jogo comum. O Derby Campineiro 201, disputado nesta sexta-feira (17), no Moisés Lucarelli e válido pela 24ª rodada da Série B 2021, acabou empatado em 0 a 0, mas em um jogo bastante físico. Daniel Paulista, treinador bugrino, avaliou que a peleja foi boa para a equipe visitante

Ao falar sobre o cotejo da Série B em si, o treinador do Bugre começou falando das dificuldades encontradas pelo time comandado por ele. "Foi um jogo como um Derby. Muita disputa, muito contato físico, muita marcação encaixada. Nós não conseguimos triangular, nós não conseguimos entrar tocando, que é uma característica da nossa equipe, principalmente pelos jogadores que tínhamos hoje à disposição na equipe", pontuou.

O resultado, entretanto, foi bem avaliado pelo profissional. "Mas quando a gente não joga talvez da maneira como a gente quer, como gostaria para tentar vencer, somamos mais um ponto. Fizemos quatro pontos contra nosso grande adversário. Voltamos para casa em uma sequência positiva de resultados, são quatro jogos sem perder", comentou Daniel Paulista.

A sequência de resultados bugrina também foi elogiada pelo treinador - que aproveitou para exaltar o próprio comando. "A equipe vem em uma crescente novamente, são quatro jogos de invencibilidade, enfrentando adversários difíceis. Alcançamos a quinta posição e vamos continuar trabalhando agora em busca, das quatro primeiras posições, que vai ser para coroar um trabalho que vem sendo muito bem-feito dentro do Guarani", avaliou o técnico do GFC.

Atuações individuais

Titular, um dos atletas, aparentemente, não gostou de ser substituído. Na visão do técnico, ele estava insatisfeito com o rendimento da equipe e dele mesmo. "O Régis, em momento nenhum, saiu reclamando pela substituição. Ele saiu incomodado porque a equipe não conseguiu desenvolver o jogo que gostaríamos. Mas em momento nenhum houve um problema em relação a isso, nem com o Régis, nem com nenhum atleta. Nosso intuito é sempre tentar buscar um algo novo", contemporizou.

Por fim, outro atleta também mereceu destaque: uma das surpresas no time titular do clássico. "Nós treinamos a escalação do Todinho durante a semana toda. Após o jogo contra o CSA, até pela característica da equipe da Ponte Preta, nós já tínhamos a ideia de fazer a alteração para tentar dar mais movimentação, para tentar dar mais velocidade, mobilidade, principalmente em cima da última linha defensiva do adversário", finalizou.

VAVEL Logo