Dominante, Bragantino vence Libertad no retorno do público e abre vantagem na Copa Sul-Americana
Ari Ferreira/Bragantino

Se, em um confronto eliminatório, o primeiro jogo tem muita importância para saber as pretensões no segundo e decisivo confronto, o Bragantino passou no teste inicial. Em jogo disputado na noite desta quarta-feira (22) e válido pela primeira partida da semifinal da Copa Sul-Americana 2021, o Massa Bruta fez valer seu mando de campo e venceu o Libertad por 2 a 0. O destaque do confronto realizado no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista/SP, foi Artur Victor. O atacante deu o passe para o primeiro gol, marcado por Ytalo, e assinalou o segundo tento. Além do campo e bola, o destaque foi o público de 1.203 pessoas, o primeiro jogo com público desde março de 2020.

O Bragantino tentou impor seu ritmo de jogo nos primeiros minutos, mas a partida começou bastante equilibrada. Tanto que a primeira chance perigosa veio com o Libertad. Ferreira arriscou de longe e Cleiton espalmou. No escanteio cobrado por Espinoza, Diego Viera desviou na primeira trave com perigo, mas errou o alvo. Bem fechado em seu campo defensivo, o time paraguaio sabia neutralizar o adversário, que tinha mais posse de bola e não conseguia transformá-la em finalizações. As alternativas dos brasileiros eram chutes longos. Aderlan tentou, mas mandou para fora.

A partir desse momento, Artur começou a se destacar. Primeiro, em chute de fora da área, obrigou o goleiro Martín Silva a fazer boa defesa. Na segunda cobrança de escanteio, Artur fez jogada individual e cruzou na medida para Ytalo desviar na segunda trave e abrir o placar para o time de Bragança. Até o fim do primeiro tempo, os comandados de Maurício Barbieri foram eficientes em controlar o jogo e sustentar a vitória parcial.

Atacante Ytalo marcou primeiro gol do Bragantino | Ari Ferreira/Bragantino
Atacante Ytalo marcou primeiro gol do Bragantino | Ari Ferreira/Bragantino

No segundo tempo, Artur voltou a fazer a diferença. Aos três minutos, após receber passe dentro da área, finalizou na direção do gol, mas a bola bateu no braço de Vangioni e a arbitragem assinalou penalidade máxima. O próprio jogador foi à cobrança e acertou o travessão antes da bola entrar e a vantagem ser ampliada. Com o placar ainda mais favorável, a equipe da casa teve a preocupação inicial de cadenciar o jogo e reforçar seu sistema defensivo. Por outro lado, os paraguaios aumentaram a posse de bola e trabalhavam mais no ataque, mas não conseguiam levar perigo ao gol de Cleiton, inclusive em lances de bola parada.

Pelo contrário, o Bragantino era quem assustava nas esporádicas idas ao setor ofensivo. Artur cobrou falta com perigo e quase marcou o terceiro. Minutos depois, após cruzamento de Artur, Ytalo deslizou e desviou a bola com carrinho, mas Martín Silva fez espetacular defesa. As modificações feitas por Maurício Barbieri a dez minutos do fim do jogo deram novo fôlego aos mandantes, que concentravam a pelota com passes e jogadas bem trabalhadas. Aos 48, o terceiro gol foi marcado por Luan Cândido ao aproveitar rebote. Porém, após revisão eletrônica da arbitragem de vídeo, o lance foi anulado pela bola ter acertado o árbitro no decorrer do lance.

Com o resultado, o Massa Bruta pode ser derrotado por um gol de diferença que garante presença na final da Copa Sul-Americana ou por dois tentos se o placar for igual ou superior a 3 a 1. Aos paraguaios, restam apenas devolver os 2 a 0 para levar o jogo aos pênaltis ou por três gols de vantagem. O segundo e decisivo confronto será disputado às 19h15 da próxima quarta-feira (29), no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção/PAR.

Antes, porém, as duas equipes irão entrar em campo no próximo domingo (26) pelos seus respectivos campeonatos nacionais. O Bragantino vai enfrentar o Fluminense no Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ, às 16 horas, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um pouco mais tarde, às 21h15, o Libertad irá medir forças contra o Guaireña no Estádio Parque del Guairá, em Villarrica/PAR, pelo Campeonato Paraguaio.

VAVEL Logo