Com um a menos, Guarani segura empate contra Cruzeiro pela Série B
Foto: Thomaz Marostegan/Guarani

O Guarani soube sofrer, bem como partiu para o ataque. O sofrimento dos minutos iniciais foram favoráveis para o Cruzeiro, que conseguiu marcar. Contudo, a intensidade da Raposa foi transferida para os mandantes. O Bugre buscou o empate, e com um a menos ainda contou com a trave amiga para sair no Brinco de Ouro com o placar de 1 a 1, pela 27ª rodada da Série B.

A equipe estrelada encurralou os mandantes em seu campo de defesa. O Bugre marcava de longe, enquanto os adversários trocavam passes com bastante calma. Com esse ritmo, não demorou para as redes serem balançadas. Aos 13, Giovanni cobrou escanteio. Ramon subiu junto com Marcelo Moreno e cabeceou para o chão. A resposta veio no mesmo minuto, quando Júlio César saiu da ponta esquerda e soltou uma bomba da entrada da área. A bola explodiu no travessão.

Bastante irritados, jogadores e comissão técnica do Guarani precisaram ser contidos com os cartões amarelos. Ânimos mais calmos, foi a vez dos mandantes orquestram o ataque. Pressão, pressão e pressão. Contando com a experiência de Fábio, a Raposa soube sofrer. O goleiro, como de costume, fez defesas precisas antes do intervalo.

O descanso não interrompeu o ímpeto do Bugre. Rodrigo Andrade avançou pelo meio, acionou Bruno Sávio, que se livrou de Rômulo para cruzar. Mateus Ludke dominou com a barriga e deixou tudo igual com a canhota, o primeiro na Série B. 

Após o tempo do cronômetro avançar, o duelo começou a ficar aberto. O Cruzeiro, que andava meio tímido, voltou a aparecer. Chegou a ampliar, mas teve gol anulado. Rômulo foi colocado para correr, alçou da linha de fundo. Rafael Martins tirou de soco. Bruno José pegou o rebote e mandou por cobertura. O VAR acabou chamando mais atenção no lance.

Demorou mais de três minutos para confirmar o impedimento marcado pelo assistente. Enquanto Fábio, novamente, salvava a Raposa, a trave era a aliada do Bugre. Ramon e Brock tiveram a oportunidade, mas a bola explodiu no travessão. O último até tentou aproveitar quando o visitante possuía um a mais dentro de campo - Bidu foi expulso pelo acúmulo de amarelo. No apagar das luzes, o placar acabou sendo encerrado no empate.

VAVEL Logo