Marinho marca após quatro meses, e Santos se distancia do Z-4 ao bater Bragantino
Foto: Divulgação / Santos FC

Na noite desta quarta-feira (10), o Santos derrotou a equipe do Red Bull Bragantino por 2 a 0 na Vila Belmiro, em compromisso válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi equilibrada, sendo dominado pelo Peixe na primeira etapa e pelo Massa Bruta na segunda, entretanto a equipe de Fábio Carille foi mais eficiente e saiu com a vitória. Os gols foram marcados por Marinho , depois de 4 meses sem balançar as redes, e Carlos Sánchez, de pênalti.

Com o resultado, o Santos pulou para a 13ª posição do Brasileirão com 38 pontos, cinco a mais que o Juventude, primeiro dentro do Z-4. Já o Red Bull Bragantino se encontra na 5ª colocação com 49 pontos, mesma pontuação do Fortaleza que é o último do G-4, porém o Braga tem um jogo a mais.

  • Primeiro tempo de completo domínio santista

O técnico Fábio Carille veio ao jogo com a missão de tentar distanciar a equipe da zona do rebaixamento. O Santos vinha de derrota no último fim de semana no clássico contra o Palmeiras e precisava dar uma resposta ao torcedor. 

A postura da equipe foi bem diferente do que estava apresentando nos jogos anteriores. O time marcava com pressão a saída de bola do Bragantino e não dava espaço para a equipe de Maurício Barbieri sair jogando. O Santos chegava com muito perigo no gol de Cleiton e comandava as ações ofensivas da partida.

Com muita intensidade, a primeira chance de perigo do jogo foi do Peixe. Logo com seis minutos, Lucas Braga acertou a trave após escanteio cobrado, mas a jogada foi anulada por um toque de mão do atacante santista. A equipe continuava chegando e o camisa 30 do Peixe recebeu uma bola na entrada da área de Pirani que passou tirando tinta da trave.

Apoiado pela força da sua torcida e pelo bom futebol apresentado em campo, só dava Santos no primeiro tempo. A equipe chegou novamente com Vinícius Zanocelo, que finalizou tirando tinta da trave. A intensidade do Peixe era tanta, que era fato que o zero não iria ficar no placar por muito tempo.

E não ficou. Aos 27 minutos, Gabriel Pirani fez uma bela jogada em velocidade e foi derrubado, porém o árbitro deu vantagem e a bola sobrou para Carlos Sánchez. O camisa 7 do Santos finalizou forte e Cleiton espalmou para o meio da área. Marinho, de peixinho, colocou no fundo da rede. O camisa 11 do Peixe não marcava desde julho na derrota por 3 a 2 contra o Palmeiras. De lá para cá foram 16 jogos sem balançar as redes. O jogador se emocionou na comemoração do gol e dedicou o gol ao Bruninho, garoto de 9 anos que foi hostilizado por santistas nesse fim de semana.

O Santos, mesmo na frente, seguia sendo muito superior à equipe de Bragança Paulista e ainda martelava o gol de Cleiton nos minutos finais. Aos 44', Lucas Braga entortou a marcação e fez belo cruzamento para Diego Tardelli, mas o 99 do Peixe cabeceou fraco no centro do gol. 

As equipes foram ao vestiário após uma aula de futebol do Santos. A equipe de Fábio Carille encerrou os primeiros 45 minutos com 54% de posse de bola, além de oito finalizações, sendo três certas, contra cinco do Braga, sendo nenhuma em direção ao alvo.

  • Red Bull Bragantino volta melhor, mas não consegue ttransformar intensidade em gols

A equipe de Maurício Barbieri voltou com uma postura completamente diferente para a segunda etapa e passou a controlar o jogo, não deixando o Santos ser o mesmo da primeira etapa.

A primeira chance do Red Bull Bragantino foi logo aos dois minutos, quando Cuello invadiu a área e finalizou, mas João Paulo estava ligado e fez a defesa. O argetino de 21 anos tentou de novo, dessa vez com um cruzamento mas parou novamente nas mãos do goleiro do Peixe.

O Red Bull Bragantino chegava sempre, mas pecava na finalização ou no último passe. A equipe ainda tentou com Fabrício Bruno cabeceando, mas passou tirando tinta da trave. O Braga não conseguia transformar sua intensidade em gols. A equipe acabou a segunda etapa com 70% de posse de bola, além de nove finalizações, sendo apenas três certas. A equipe do Peixe chutou 3 bolas sendo duas no gol.

O fechamento da partida veio nos acréscimos. Em uma aula de contra-ataque, Marcos Guilherme fez o Ângelo correr. A promessa santista deu um belo lançamento de três dedos para Marinho que corta o Emiliano Martínez, mas foi derrubado pelo camisa 40 do Massa Bruta. Pênalti marcado! Carlos Sánchez vai para bola e converte, fechando o caixão do RB Bragantino.

Veja os melhores momentos!

  • Próximos jogos

Na 32ª rodada, a equipe do Santos dá o pontapé inicial dos jogos no próximo sábado (13) contra o Atlético-GO, fora de casa, às 17h. Já o Red Bull Bragantino enfrenta o Fortaleza em casa, também neste sábado, às 19h.

VAVEL Logo