Após sofrer 4 a 0 no Mineirão, Valentim reconhece: "É difícil revertermos"
Foto: Divulgação / Clube Athletico Paranaense

Uma final costuma ter bastante equilíbrio. Quando a decisão tem dois jogos, mesmo quando um clube leva a melhor no primeiro, a vantagem tende a ser estreita. Não foi o que aconteceu neste domingo (12), no Mineirão, no primeiro duelo válido pela final da Copa do Brasil 2021. O Atlético-MG goleou o Athletico por 4 a 0 e colocou uma mão e alguns dedos na taça. Alberto Valentim, treinador do elenco paranaense, reconheceu que a situação é bastante complicada.

Valentim fez questão de jogar limpo logo de cara. "Lógico que temos que ser realistas, que é muito difícil nós revertermos na Arena. Temos que tentar vencer sim, utilizar a força da nossa casa, para que a gente ganhe lá, sim, para fazer uma outra grande partida dentro da Arena", disparou, atenuando as palavras no final do discurso da entrevista coletiva.

Pouco depois, ele fez questão de elogiar o adversário. "O elenco do Atlético é muito forte. Um investimento altíssimo. Tanto é que foi campeão brasileiro com uma margem grande. Jogamos com outro time também muito forte", pontuou o treinador do CAP.

Erros e arbitragem

Em outro momento da entrevista coletiva, o técnico do Furacão reconheceu que, além da força do Galo, os paranaenses também atuaram mal. "Hoje foi um jogo que não conseguimos repetir boas atuações que nós fizemos. Foi um final de tarde infeliz nosso. Só chegamos na final tirando um outro time com investimento altíssimo, valores individuais fortíssimos. Vejo muito pelo lado de não termos tido uma tarde feliz, a começar no primeiro gol que foi uma infelicidade", destacou.

No 4-2-2-2 de Cuca, o Clube Atlético Mineiro teve vantagem em todas as estatísticas: 56% da posse de bola e doze finalizações (contra onze dos adversários) - sendo sete certas. No 3-4-2-1 de Alberto Valentim, o Clube Athletico Paranaense acertou quatro chutes em direção ao gol.

Outro detalhe que não passou despercebido foi a arbitragem, comandada pelo carioca Bruno Arleu de Araújo. Os pesos utilizados pelo juiz foi criticado pelo profissional. "A única coisa que eu comentei com o quarto árbitro é que nós tomos dois cartões amarelos em seguida. Não tem problema usando o mesmo critério. O Cittadini também sofreu uma falta semelhante. Quem não esteve à altura hoje foi no nosso time. Uma tarde infeliz do nosso time", finalizou Valentim após a goleada sofrida ante o Atlético Mineiro.

A segunda partida da final da Copa do Brasil acontecerá na próxima quarta-feira (15), às 21h30 (Horário de Brasília), na Arena da Baixada. Para vencer no tempo normal, o CAP deve vencer por cinco gols de diferença. Uma vitória paranaense por quatro tentos leva a decisão para os pênaltis, e qualquer outro resultado dá o troféu para os mineiros.

VAVEL Logo