América-MG perde para Guaraní-PAR com gol no fim e se complica na Libertadores
Foto: Mourão Panda/América

Nesta quarta-feira (23), o América-MG, em sua estreia na competição na história, perdeu dentro de casa por 1 a 0 para o Guaraní-PAR, em partida válida pela segunda fase prévia da Libertadores. O gol da partida foi marcado por Josue Colmán, nos acréscimos.

Ataque contra defesa

O América tomou o controle da primeira etapa por completo, no bom futebol, enquanto a equipe do Guaraní-PAR parecia estar dentro de um octógono.

O primeiro susto foi a favor dos paraguaios, após tentativa de contra-ataque rápido em um lançamento longo. Na ocasião, Éder matou a jogada poucos passos à frente do meio-campo, recebendo amarelo — correu grande risco de tomar um vermelho no primeiro minuto por ser o último defensor. Deste momento em diante, só deu América até o fim da primeira etapa.

Primeiro Marlon, em cobrança de falta fechadinha pela ponta direita, pegando o goleiro desprevenido, mas o mesmo conseguiu mandar para escanteio. Em seguida, Juninho fez uma obra de arte na entrada da área que valeu o ingresso do torcedor. Em bola rebatida, o capitão americano dominou no peito, aplicou um chapéu no marcador e bateu de primeira. A bola explodiu no travessão.

Envolvido pela equipe brasileira, os paraguaios passaram a catimbar sempre que tinham a oportunidade. Foi assim, em rotação, que pegaram vários jogadores do clube mineiro pelo campo. Com e sem bola.

No entanto, nada disso amedrontou o Coelho, que continuou forçando as jogadas no ataque com triangulações, passes rápidos e lançamento nas costas da defesa. Wellington Paulista teve uma grande oportunidade chegando na metade do primeiro tempo, quando Matheusinho lança em profundidade nas costas da marcação. O atacante entrou na área com a bola dominada e no duelo com o goleiro, buscou a cavadinha, que saiu sem força e foi afastada pela zaga adversária.

Apesar de estar amassando o adversário, o gol não saiu no primeiro tempo.

Bombardeio, azar e frustração

A segunda etapa começou exatamente como terminou a primeira. Coelho avassalador partindo pro ataque, infernizando a vida do adversário. Já o Guaraní-PAR, não mudou. Continuou recuado e esperando uma chance de contra-ataque.

Nos primeiros minutos da partida, a aposta era no corredor em velocidade para pegar a defesa desarrumada. Os mineiros tiveram boas chances, mas todas pararam nas mãos do goleiro Vásquez. O Coelho chegava com perigo, pressionava e forçava os paraguaios a se encaixotarem dentro da área, enquanto isso, bombardeavam o gol. Apesar de poucas terem ido no alvo, o goleiro adversário não deu sorte para o azar e tirou todas que ameaçaram seu time.

Wellington Paulista voltou em um posicionamento diferente, com mais movimentação fora da área e tentando receber para o arremate. Os pontas, a mesma coisa. Depois de parar de insistir nos cruzamentos, o Coelho começou a oferecer mais perigo, mas ainda não era o suficiente. Juninho tentou várias vezes de fora da área, assim como, Pedrinho, Matheusinho, Everaldo, mas a bola não entrava. 

Os paraguaios ofereceram grande perigo quando Samudio recebeu na ponta direita e chegando na área, mandou um foguete para defesa de Jailson. Essa foi a primeira finalização do Guaraní na partida. Pouco depois, mais pressão americana e bombardeio no gol adversário, que resultou em alguns escanteios, que no final, não resultaram em nada.

Já nos acréscimos, o América teve uma oportunidade de ouro, mas a defesa fez um corte providencial, na hora exata, para impedir o que seria o gol do Coelho. Na sequência, mais uma tentativa de ataque pelos donos da casa, mas os paraguaios recuperaram a bola e iniciaram seu contra-ataque em velocidade.

Com a defesa desarrumada, Josue Colmán partiu pro ataque, entrou na área, limpou o marcador e bateu pro gol. Na trajetória, a bola ainda desviou em Maidana e matou o goleiro Jailson, que mesmo se esticando todo, não alcançou. O gol garantiu a vitória e um alívio para os visitantes, que levam um placar mais tranquilo para o jogo da volta.

Classificação e próximos compromissos

Com o resultado negativo, o América precisa de um gol de diferença para levar para as penalidades, ou dois, para se classificar direto.

A próxima partida acontece na quarta-feira (2), no estádio Rogerio Livieres em Assunção, no Paraguai, às 19h15.

VAVEL Logo