Paulo Sousa estreia na volta do Maracanã, e Flamengo dá show
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Todo mundo espera alguma coisa de um sábado a noite, e foi por música e festa da torcida que o sábado rubro-negro começou. Depois de meses com o Maracanã fechado para a reforma do gramado, a espera valeu a pena na última rodada da Taça Guanabara, contra o Bangu. O tapete verde está impecável. A bola desliza, e com o bom estado do gramado o espetáculo é garantido.

O time do Flamengo foi a campo com: Hugo; Fabrício Bruno, David Luiz e Léo Pereira; Matheuzinho, Thiago Maia, João Gomes, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Lázaro e Gabigol.

E logo que a bola rolou o Flamengo partiu para cima com tudo, mostrando ao Bangu quem era o dono da festa. Com mais de 63 mil torcedores presentes, a torcida do Flamengo não demorou muito para comemorar o primeiro gol. Aos nove minutos em uma bela trama envolvendo Matheuzinho e Gabigol, a bola sobrou para Arrascaeta, que só empurrou no canto direito do goleiro.

A partir do primeiro gol, o Flamengo continuou amassando o Bangu, e ao final do primeiro tempo o placar já estava 3 a 0. Destaque da partida com dois gols, Léo Pereira mostrou ao treinador Paulo Sousa que está aproveitando as oportunidades.

No fim das contas, o placar de 6 a 0 tomou conta, com três gols no primeiro tempo, marcados por Arrascaeta, Gabigol e Léo Pereira, e mais três gols no segundo tempo, feitos por Matheus França, Léo Pereira novamente e Gabigol de novo.

Destaque para eles também

Outro que fez uma partida muito segura sem errar nenhum passe e quase marcando um gol foi David Luiz. E por falar em reestreia, a joia rubro-negra Matheus França, que entrou no segundo tempo do jogo também deixou sua marca, fazendo seu primeiro gol com a camisa do Flamengo pelo profissional.

"É uma emoção muito grande. Agradecer a Deus, ao Paulo Sousa, que vem me dando muito apoio, e muito feliz de marcar o primeiro gol como profissional e ainda mais com essa torcida maravilhosa", disse o garoto.

Paulo Sousa batizado

Outro que fez sua estreia no Maracanã foi o treinador Paulo Sousa, e mostrou que é pé quente. Em seu primeiro jogo no templo sagrado do futebol mundial foi batizado com uma ótima apresentação de sua equipe. O português comentou em coletiva sobre se sentir “batizado” e o prazer de ser treinador do Mais Querido:

"Hoje foi extraordinário. Me senti batizado. É essa sinergia que queremos ter e temos essa necessidade. Precisamos dessa energia para termos intensidade e qualidade. Hoje, me sinto privilegiado e cada vez mais treinador do Flamengo."

Peça que entrou no segundo tempo, o lateral-direito Isla recebeu uma segunda chance após polêmica. O chileno estava em uma festa logo após pedir folga alegando sintomas de Covid-19.

"O Isla falou com os dirigentes, resolveu aquilo o que tinha que resolver, foi multado. No dia a dia chega há tempo no campo, treina com profissionalismo. Hoje entrou, entrou bem."

Paulo Sousa também comentou sobre Éverton Ribeiro:

"Iniciamos com o Everton no corredor esquerdo. Por dentro ele tem um jogo mais associativo. Manteve uma intensidade importantes nas transições defensivas. É mais um jogador que podemos utilizar na posição que jogou hoje."

Paulo Sousa também comentou sobre usar Bruno Henrique na ala e não como um segundo atacante atrás de Pedro ou Gabigol:

"É viável e algo que pensamos. Ele é mais de área. A ideia de jogar como ponta mais externa está no nosso horizonte. A ideia é que todos entendam bem as posições que têm que ocupar para potencializar a qualidade da nossa equipe."

Flamengo volta a campo nesta quarta-feira (16) às 20h (horário de Brasília) para o primeiro jogo das semifinais do Campeonato Carioca, contra Vasco ou Botafogo.

VAVEL Logo