Destaque na base do Vitória, Alisson Santos comenta expectativa para sequência da temporada
Celo Gil/ FBF

Nascido em Caatiba, cidade localizada no Centro-Sul da Bahia, Alisson Santos chegou ao Vitória no ano de 2017 através de indicação de um professor de um time de Itabuna. O atleta, hoje com 18 anos, tinha apenas 15 e foi aprovado com três dias de avaliação. Desde então, passou pelas categorias da base e teve boas atuações. No Sub-15 conquistou a Copa Furacão. Também jogou no Sub-17 e Sub-20, quando disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior 2020 e se destacou pelo Leão da Barra.

Alisson começou a carreira como meia-atacante, mas, ao longo dos anos, o ex-treinador Rodrigo Chagas achou melhor colocá-lo como ponta. Desde então, o jogador atua nesta posição. Em entrevista exclusiva à VAVEL Brasil, o atleta falou sobre suas primeiras aparições no futebol profissional e as expectativas ao longo da temporada.

VAVEL Brasil - No jogo contra o Glória de Vacaria, pela Copa do Brasil, você saiu do banco de reservas e ajudou o Vitória a garantir os três pontos. Fala um pouco sobre a preparação rubro-negra para a sequência da temporada, além das expectativas para a disputa da Série C?

Alisson Santos - O grupo está bastante focado, trabalhando forte no dia a dia buscando a evolução e o maior entrosamento de toda a equipe para que possamos estrear bem na competição e ir em busca do nosso maior objetivo, que é ser campeão e retornar à Série B.

Sobre a Copa do Brasil, sabemos que o nosso próximo adversário é o Fortaleza, em dois jogos que irá definir a classificação para a próxima fase da competição. Decidimos o segundo jogo em casa, então é seguir trabalhando forte para também garantir bons resultados e ir avançando na competição.

VB - Foi notada uma melhora no estilo de jogo da equipe desde a chegada do técnico Geninho. O time disputou apenas um jogo sob seu comando, justamente contra o Glória. Qual foi a principal mudança da equipe após a mudança de treinador?

AS - Geninho é um grande profissional, ele tem um estilo de jogo um pouco diferente que é com três zagueiros e só dois atacantes à frente, mas é um estilo de jogo que o grupo vem se adaptando bem no dia a dia e em cada treino.

VB - A torcida do Vitória é conhecida pelo apoio incondicional ao clube. Como o torcedor pode ser essencial no restante da temporada?

AS - É uma responsabilidade grande, pois sei que o torcedor espera sempre o melhor de cada atleta ainda mais vindo da base, então a cobrança é bem grande tanto de todo grupo, comissão técnica e da torcida também.

VAVEL Logo