Cruzeiro cede empate ao Ituano em jogo marcado por erro crasso do VAR
Foto: Mauro Horita/Cruzeiro

O Cruzeiro viveu um pouco de tudo em jogo atrasado da 14ª rodada da Série B. A equipe de Paulo Pezzolano contou com um erro crasso do VAR em gol anulado de Edu, teve uma “pegada” de sorte ao conseguir abrir o marcador e teve vantagem numérica com a expulsão do zagueiro Luis Dias. Porém, o Ituano contou com falha na marcação e buscou o empate de 1 a 1, no estádio Novelli Júnior

Anulação polêmica 

Na primeira partida oficial entre as equipes, tendo apenas um amistoso na década de 90, no qual terminou empatado, a Raposa teve mais volume de jogo, mas como era de se esperar, encontrou uma defesa fechadinha do Galo de Itu, que visava sair em contra-ataques. A falta de paciência de rodar a bola, forçava os erros e, assim, os mandantes apareciam. Rafael Elias deu ótimo passe, por cima da marcação, para Neto Berola, que chegou batendo. A bola tira tinta da trave direita.

Apesar da instabilidade dentro de seus domínios, o Ituano começou aparecer mais do outro lado do campo. Bernardo aproveitou cobrança de escanteio, se antecipou à zaga, mas mandou por cima do gol. Na reta final, um lance bastante questionado para os cruzeirenses. Luvannor cruzou forte da direita. Bidu pegou a sobra do outro lado e levantou na área. Edu esticou a perna e desviou para o fundo das redes. O assistente levanta a bandeira. Contudo, o VAR traçou a linha de referência, de forma estranha, e confirmou o gol anulado.

Foto: Reprodução/Premiere
Foto: Reprodução/Premiere

Desvantagem não impede o empate

No recomeço da segunda, Rafael Elias chuta forte da ponta esquerda. Rafael Cabral rebateu prontamente. O nervosismo pelo lance polêmico não tomou conta. De certa forma, contou com uma dupla sorte para confirmar a vantagem no marcador. Geovane enfiou Luvannor dentro da área. O atacante finalizou, a bola desviou em Rafael Pereira e bateu na coxa de Pegorari antes de morrer dentro das redes. 

O Rubro-Negro quase conseguiu igualar, mas não esperava uma linda bicicleta, que poderia ser chamada de golaço defensivo. Roberto foi acionado dentro da área, encobriu o goleiro, mas Lucas Oliveira evita o gol em cima da linha ao afastar na maior categoria, de bicicleta. O cuidado de evitar a derrota acabou dando descuido na parte defensiva do time de Mazola Júnior. Lucas Dias, por fazer a falta em Daniel Jr, que corria em direção ao gol, acabou levando o vermelho direto. Na sequência, Machado cobrou falta em direção ao gol, obrigando Pegorari a defender. 

Mesmo com a diferença numérica, o Ituano seguiu em busca de ataque e foi recompensado. Gabriel Barros invadiu a área, se livrando da marcação para cruzar rasteiro. Bernardo aparece sozinho na segunda trave e teve apenas o trabalho de escorar.

Como fica

Melhor visitante da competição, o Cruzeiro conquistou 14 pontos em oito jogos. Com este empate, o time estrelado chega aos 38 e segue como líder isolado. Por sua vez, o Ituano soma o seu quinto jogo sem vencer dentro de seus domínios. O rubro-negro cai para 13º, com 18.

O que vem por aí

Ambos irão entrar em campo no próximo sábado (9). A Raposa segue em São Paulo, mas vai para Campinas enfrentar o Guarani, às 11h (de Brasília), enquanto o Galo de Itu visita o Sampaio Corrêa, às 18h30 (de Brasília).

VAVEL Logo