Em jogo marcado por falhas, Cruzeiro garante vitória nos acréscimos contra Londrina
Foto: Divulgação/Cruzeiro

No duelo entre Raposa e Tubarão, melhor para o primeiro. Em jogo disputado, os gols saíram apenas no segundo tempo, mas com falhas para ambos os lados. Rafael Cabral falhou ao tentar agarrar pelo alto e Mandaca soube aproveitar para inaugurar o placar. Saimon resolveu retribuir e marcou contra. No fim, Rodolfo fez o seu primeiro gol nesta Série B, decretando a vitória do Cruzeiro sobre o Londrina, por 2 a 1 nos acréscimos, no Estádio do Café, pela 23ª rodada da competição.

Estudado

Apesar de gostar de pressionar em seu campo de ataque, o Cruzeiro deixou a bola com os mandantes, que tinha dificuldades de avançar da intermediária. Início estudado, mas com a equipe estrelada tentando chegar. As jogadas pelas laterais geravam os escanteios. Em uma cobrança fechada de Bruno Rodrigues, obrigou Matheus Nogueira a tirar de soco. Se uma hora afastou para prevenir, o goleiro fez uma grande em chute de Daniel Jr. Bidu levantou na segunda trave. Bruno Rodrigues tocou de cabeça para o meia, que driblou com o corpo e chutou com a canhota. Matheus Nogueira espalmou em dois tempos.

Com o passar do tempo, o jogo ficou mais equilibrado, com ambos os times buscando a melhor maneira ao ataque.  Bruno Rodrigues bate cruzado. O Londrina saiu em enfiada de velocidade para Caprini, ele dividiu espaço com Bidu e acabou. A arbitragem chegou a marcar pênalti, entretanto, o VAR passou informações para o árbitro de campo, que voltou atrás e assinalou a falta na entrada da área. O próprio camisa cobrou tirando da barreira, a bola passou pelo goleiro e explodiu na trave.

Foto: Divulgação/Cruzeiro
Foto: Divulgação/Cruzeiro

Três pontos no apagar das luzes

O segundo tempo começou de forma lenta. O velho conhecido da equipe estrelada, Adilson Batista optou por colocar o volante Gustavo Lopes. O LEC se fechava bem, obrigando a Raposa a rodar a bola, sem ser pressionada. Com 75% de posse, Paulo Pezzolano optou por colocar um homem de referência: Edu. Em sua primeira jogada, o atacante desviou com a ponta da chuteira o lançamento vindo na área. O goleiro defendeu bem. 

Aos 22, Alan Ruschel mandou lateral para dentro da área. A defesa cortou parcialmente, Gegê bateu para o alto. Rafael Cabral furou ao tentar agarrar, a bola sobrou para Mandaca inaugurar o placar. O Cruzeiro não se abalou e permaneceu com mais volume, mas tinha enormes dificuldades para criar. No fim, a bola parada foi a solução, além de um “empurrão” amigo. Bruno Rodrigues cobra escanteio. Rodolfo desvia na primeira trave, Luvannor erra a finalização, mas Saimon se enrola e acaba entrando com bola e tudo para o fundo do gol. Bruno Rodrigues cobrou falta na área.  Zé Ivaldo subiu mais que a zaga e cabeceou. A redonda desviou na trave e voltou para as mãos de Matheus Nogueira.

No último minuto dos acréscimos, Bruno Rodrigues encarou a marcação e cruzou na primeira trave. Luvannor fez a parede, ajeitou para Rodolfo, que bateu de chapa, decretando a virada estrelada. 

Situação

O Cruzeiro volta a vencer duas partidas depois de o início de julho. Com o resultado, o time estrelado aumenta a vantagem na liderança para 49 pontos. Já o Londrina conhece a segunda derrota em casa numa série de 11 jogos. O LEC segue na quinta colocação, com 33.

Próximos jogos

O Londrina visita o Vila Nova na próxima sexta-feira, às 19h, no Serra Dourada. Já o Cruzeiro, devido a um show no Mineirão, receberá a Chapecoense, no Mané Garrincha, no sábado, às 16h30.

VAVEL Logo