Avaí fica no empate com Athletico e amplia sequência ruim no Brasileirão
Foto: Fabiano Rateke/Avaí FC

Mais uma vez, o Avaí fez um bom primeiro tempo, mas não segurou a vantagem em uma partida do Brasileirão 2022. O Leão enfrentou o Athletico, que atuou pela primeira vez desde garantir a vaga à final da Libertadores, saiu na frente, porém, tomou o empate e ficou no 1 a 1 pela 26ª rodada. Pottker abriu o placar na Ressacada, que recebeu mais de 9 mil torcedores, e Terans decretou o placar final neste domingo (11).

Leão sai na frente

O Avaí entrou em campo com desfalques importantes, como Vladimir, Bissoli e Bressan, enquanto o Athletico manteve a maioria dos titulares da partida na semifinal da Libertadores, mas também com algumas mudanças.

Na primeira etapa, o Avaí teve a maior posse de bola - 59% -, enquanto o Athletico finalizou mais - sete a três. A primeira boa chance de um jogo equilibrado veio aos 8, quando Khellven trouxe da direita para esquerda e bateu colocado, mas acertou o travessão. No rebote, Vitinho encontrou Alex Santana no meio da área e perdeu um gol incrível, mandando sobre o gol.

A resposta do Avaí veio aos 15, quando Pottker, destaque do Leão no primeiro tempo, conseguiu ótimo passe para Guerrero dentro da área, mas Bento fechou bem o ângulo e defendeu o chute.

Aos 22, após lançamento de Raniele, Natanael ganhou da marcação na área e cruzou para Pottker, que se lançou para a bola e empurrou para o fundo do gol: 1 a 0. Este foi o segundo gol do atacante no campeonato, o primeiro desde a derrota para o Athletico no primeiro turno.

A segunda metade da etapa inicial teve muitas faltas e algumas entradas duras - o árbitro foi chamado para analisar um possível vermelho para Fernandinho, que não foi aplicado -, mas poucas chances até o intervalo em Florianópolis.

Furacão busca empate e segura resultado

Para a segunda etapa, Felipão voltou com três alterações, promovendo as entradas de Terans, Pedrinho e Rômulo, e o efeito foi rápido. Aos 3, Terans recebeu na entrada da área, tirou da marcação no corpo e encheu o pé, mandando no ângulo de Gledson.

Logo na sequência, porém, o jogo mudou novamente, quando Vitinho fez falta em cima de Renato e recebeu o segundo amarelo, deixando o Athletico com um a menos. Depois disso, o Avaí pressionou, teve 80% de posse de bola na segunda etapa e 12 a dois em finalizações, mas não foi capaz de se recolocar à frente do placar.

Aos 8, após cruzamento de Pottker, Guerrero desviou e Natanael ficou com o rebote. Ele girou e bateu cruzado, à esquerda do gol. Eduardo Barroca promoveu a entrada de Jean Pyerre pouco tempo depois, depois fez alterações ofensivas, colocando Muriqui na vaga de Rafael Vaz e Nathan no lugar de Galdezani, mas o time esteve pouco organizado, apesar de presente no ataque.

Cortez, aos 20, descolou cruzamento preciso da esquerda, mas Guerrero se atrapalhou na finalização e a bola saiu à direita. Aos 34, foi a vez de Pottker arriscar chute forte, para defesa segura de Bento. No fim, o Athletico gastou tempo como pode, conseguiu algumas chances em contra-ataques e quase marcou com Rômulo, que carimbou a trave de Gledson no último lance do jogo, mas o 1 a 1 se manteve.

Classificação e próximos compromissos

Sem vencer há nove jogos, o Avaí estaciona na 18ª colocação, com 25 pontos, um a menos que o Cuiabá, primeira equipe fora do Z-4. Já o Athletico ocupa a sexta colocação, com 43.

O Avaí volta a campo no sábado (17) contra o Atlético-MG, às 16h30, novamente na Ressacada. Já o Athletico recebe o Cuiabá no domingo (18), às 19h.

VAVEL Logo