Fraco e sem emoção, Flamengo busca empate diante do Goiás
Gilvan de Souza/Flamengo

Sete erros seriam poucos para o que ocorreu no Estádio Hailé Pinheiro, a Serrinha, em Goiânia/GO, na noite deste domingo (11). Em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2022, as boas fases de Goiás e Flamengo seguem se analisar apenas o resultado frio, mas, em um duelo com pouca emoção e que poderia ser muito mais acirrado, as equipes empataram em 1 a 1. Diego abriu o placar aos esmeraldinos, enquanto os rubro-negros marcaram com Matheus França.

Primeiro tempo sonolento

O primeiro apresentou pouquíssimas coisas. Desfalcados das principais forças ofensivas e com Arrascaeta no banco, o Flamengo entrou com ataque formado por Marinho, Victor Hugo e Everton, que pouco apresentou. Não por falta de tentativas. Marinho tentou se movimentar, chegar ao ataque, contribuir de alguma forma, mas nada deu certo. O time tinha muito mais posse de bola, mas não conseguia executar as ações ofensivas, como sinal claro da falta dos dois principais goleadores do clube carioca, Pedro e Gabriel Barbosa. O Goiás novamente veio com time completo, sem alterações, com a necessidade de apenas um lance em que tudo encaixasse, que não veio.

A primeira real chance de perigo veio aos 21 minutos, quando Dadá Belmonte arriscou de fora da área e Santos defendeu no canto. O Flamengo não conseguia levar perigo. Ou os chutes iam longe do gol, ou as finalizações eram fracas. A melhor chance dos mandantes na etapa inicial veio quando Pedro Raul iniciou contragolpe e acionou Diego. Meia entrou na área sozinho e finalizou cruzado, mas errou o alvo por muito pouco. O Mengão respondeu aos 41, quando Everton recebeu passe no lado esquerdo da área e chutou forte, mas Diego desviou.

Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Pouca diferença e bolas na rede

O Flamengo voltou melhor no segundo tempo. Manteve os números favoráveis para si, intensificou a presença no ataque com um time mais avançado em campo, mas o arremate ainda era um ponto complicado. Arturo Vidal teve boa chance ao ser acionado em cruzamento na cara do gol, mas errou a cabeçada. No decorrer da etapa complementar, as duas equipes sofreram mudanças no ataque para justamente acertar a preciosa finalização.

A partida ganhou o caráter de definição esperado justamente após a pausa para hidratação devido ao forte calor e à umidade relativa do ar baixa. Aos 34 minutos, Renato Júnior cruzou da direita e Pedro Raul dominou na área. O centroavante fez o papel de pivô e ajeitou para Diego. O meia escorregou, mas conseguiu finalizar no ângulo direito de Santos para abrir o placar. Porém, cinco minutos depois, Arrascaeta cobrou escanteio da esquerda, Léo Pereira subiu na área junto com Tadeu, desviou de cabeça e Matheus França empurrou ao gol. A princípio, o lance foi anulado por suposta falta do zagueiro rubro-negro, mas, três minutos depois de revisão eletrônica, o tento foi validado.

Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Sequência

O resultado não trouxe grandes mudanças aos clubes em relação à tabela de classificação. Os esmeraldinos ocupam a nona colocação com 36 pontos, enquanto os rubro-negros estão no terceiro lugar, com 45 pontos somados. A próxima rodada do Campeonato Brasileiro será disputada no próximo fim de semana e os dois times irão entrar em campo no domingo (18). O Goiás vai enfrentar o Bragantino no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista/SP, às 11 horas da manhã. Um pouco mais tarde, às 16 horas, o Flamengo terá como adversário o Fluminense, no Fla-Flu a ser disputado no Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ.

No meio da semana, porém, o Mengão vai medir forças contra o São Paulo no Maracanã pelo segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil às 21h45 da próxima quarta-feira (14). Com a vantagem de ter vencido o primeiro duelo por 3 a 1, o clube carioca pode até ser derrotado por um gol de diferença que avança em busca do tetracampeonato do torneio nacional.

VAVEL Logo