Natural de Unaí, em Minas Gerais, Gabriel Vasconcelos é o segundo goleiro com mais defesas difíceis no Brasileirão. Com 34 milagres operados, o camisa um do Coritiba fica atrás apenas de Léo Jardim, do Vasco da Gama, com 36.

O Coritiba não vive bom momento no Brasileirão 2023. Com 26 pontos, o Coxa ocupa a 19ª colocação na tabela e luta contra o descenso, mas se o clube do Paraná ainda tem esperanças, muito se deve ao goleiro de 31 anos.

Gabriel também lidera o ranking de média de defesas díficeis por partida entre goleiros com mais de cinco jogos no torneio.  Com 1.13 defesa por jogo, o atleta é trunfo do Coxa Branca para a permanência na elite do futebol brasileiro.

Revelado pelo Cruzeiro, Gabriel teve longa passagem pelo futebol italiano antes de defender o Coritiba. Ao todo, o goleiro passou 10 temporadas na Itália e atuou pelos gigantes Milan e Napoli, além de Empoli, Cagliari, Carpi, Perugia e Lecce.

Gabriel tem bom jogo com os pés e já defendeu um pênalti no Brasileirão

A experiência no futebol europeu consolidou o estilo de jogo de Gabriel, que ganhou outra ferramenta que o destaca entre os demais arqueiros do Brasil: o jogo com os pés. 

Com passes de extrema qualidade, Gabriel é o sexto jogador (entre goleiros e atletas de linha) com mais lançamentos corretos no Brasileirão. Com 145 passes longos concluidos, tem média de 4.8 por jogo, sendo peça importante para a criação de jogadas da equipe.

Além de tudo isso, Gabriel também conta com uma defesa de penâlti no torneio e uma assistência, que cosolidam o mineiro como um dos atletas mais decisivos da competição.

Contando com os milagres de Gabriel, o Coritiba recebe amanhã (10) a equipe do Cruzeiro, no Estádio Couto Pereira, em busca da permanência na Série A do Brasileirão.

VAVEL Logo
Sobre o autor