A manhã deste domingo (03) foi marcada por mais um compromisso da Seleção Brasileira de Futebol Feminino dentro dos campos. Em partida com início movimentado, o Brasil sofreu dois gols em dois minutos, pouco criou na etapa complementar e perdeu para o Japão no Estádio do Morumbi, diante de 13.020 torcedores, por 2 a 0. Os gols do triunfo japonês foram maracados por Minami e Mina Tanaka.

PRIMEIRO TEMPO

Foto: Divulgação/CBF
Foto: Divulgação/CBF

Jogando em casa e com bom apoio da torcida brasileira, a Seleção veio ao Morumbi com uma postura ofensiva e de criação, trocando bons passes e propondo o jogo diante das japonesas. Logo aos dois minutos, o Brasil levou muito perigo à meta adversária quando Priscila foi lançada em profundiade e Koga, tentando afastar o perigo, mandou contra sua prória balisa. A bola bateu na trave e tirou o primeiro grito de "quase" dos torcedores.

O Japão, no entanto, não se acomodou e respondeu aos oito minutos, quando, após cobrança de falta alçada na área, Fijo finalizou com força para boa defesa de Lelê. Em seguita, Sugita completou cruzamento para mais uma intervenção da goleira brasileira.

O Brasil, que não seguia tendo o domínio total do jogo, mesmo assim era quem criava mais. Gabi Portilho, Geyse e Debinha tiveram suas oportunidades, mas quem tirou o zero do placar foram as asiáticas. Após cobrança de escanteio aos 16 minutos, Minami teve liberdade para finalizar na entrada da pequena área e abriu o placar para a equipe Nadeshiko. Dois minutos depois, Mina Tanaka ampliou para o Japão após arriscar de longe, sacramentando o apagão do time brasileiro, que sofreu dois gols em dois minutos.

Precisando reagir, a Seleção se mandou ao ataque e empurrou as japonesas para seu campo de defesa. Aos 20, por pouco o Brasil não diminuiu. Primeiro com Priscila e no rebote Duda Sampaio finalizou bem, mas novamente a zaga japonesa conseguiu bloquear o chute. Aos 29, Debinha foi lançada e mandou uma bomba na trave. No rebote, Geyse ia completando para as redes, mas a defensora japonesa tirou em cima da linha. Criando, mas sem conseguir concluir em gols, a Seleção Brasileira deixou o campo com desvantagem de dois gols no placar.

SEGUNDO TEMPO

Foto: Divulgação/CBF
Foto: Divulgação/CBF

Atrás do resultado, a Seleção Brasileira voltou a campo precisando de no minímo três gols para vencer o duelo. A primeira grande chance veio com geyse, que de forma inacredtitável, chutou para fora após ficar de frente para o gol sem marcação alguma. Aos oito minutos, foi a vez de Bia Zaneratto arriscar para defesa segura de Tanaka.

Depois disso, a equipe brasileira passou a ter dificuldades para levar perigo as adversárias e, mesmo com a bola, pouco criava. Buscando mudar este cenário, o técnico Arthur Elias promoveu, aos 24 minutos, a entrada da Rainha Marta e, posteriormente, de Tamires, que entou aos 34. 

Mesmo com seus momentos de genialidade em campo, a dupla não foi capaz de mudar o cenário brasileiro na partida. Zaneratto, Marta, Ary Borges e Tamires até tentaram e tiveram suas chances, mas as poucas oportunidades criadas pelas donas da casa não foram suficientes para evitar a derrota por 2 a 0 diante das japonesas.

O PRÓXIMO PASSO DA SELEÇÃO

Foto: Divulgação/CBF
Foto: Divulgação/CBF

Após completar o segundo jogo da última data Fifa do ano, a Seleção Brasileira se prepara para o último compromisso de 2023. Na próxima quarta-feira (06), as meninas do Brasil vão à Araraquara, no interior do Estado de São Paulo, para duelarem diante da Nicarágua, às 18h, na Fonte Luminosa, casa da Ferroviária.

Antes disso, o Brasil venceu, na última quinta-feira (30), o Japão por 4 a 3 na Neo Química Arena e hoje (03), novamente diante da seleção japonesa, perdeu no Morumbi por 2 a 0.