Único invicto do Brasil, Vasco inicia Série B contra Sampaio Corrêa

Cariocas taxam como falta de respeito o veto dos maranhenses ao reconhecimento no gramado do Castelão, na noite de sexta

Único invicto do Brasil, Vasco inicia Série B contra Sampaio Corrêa
(Foto: Sampaio Corrêa/Divulgação)
Sampaio Corrêa
Vasco da Gama
Sampaio Corrêa: Rafael (Ruan); Léo Rodrigues, Mimica, Luíz Otávio, Guilherme Santos; Diego Lorenzi, Levi (Pimentinha), Daniel Barros, Pedrinho; Edgar, Carlos Alberto. TEC: Dejan Petkovic.
Vasco da Gama: Martin Silva; Madson, Rodrigo, Luan (Rafael Vaz), Júlio Cesar; Julio dos Santos, Marcelo Mattos, Andrézinho, Nenê; Jorge Henrique, Riascos; TEC: Jorginho
ÁRBITRO: Cláudio Francisco Lima E Silva - SE (CBF). Auxiliado por: Marcio Gleidson Correia Dias - PA (CBF) Vaneide Vieira de Gois - SE (CBF)
INCIDENCIAS: Partida válida pela primeira rodada da Série B, à ser realizada neste sábado (14), às 16 horas, no Estádio Castelão, em São Luís, no Maranhão.

O Sampaio Corrêa receberá a equipe do Vasco da Gama, no Castelão, em São Luís, às 16 horas deste sábado (14), pela primeira rodada da Série B de 2016. O Tricolor maranhense sonha com uma das quatro vagas na Série A para a próxima temporada, e o Cruzmaltino, o grande favorito a levar o título da competição, deverá sofrer bastante pressão a cada rodada, a começar por esta, fora de casa.

Aguardando a partida de volta da final do segundo turno do Campeonato do Maranhão, contra o Moto Clube, quando a equipe de Petkovic poderá confirmar o resultado de vitória do primeiro jogo, e conquistar assim o turno do estadual, a concentração será dividida com a Série B.

O adversário, o Vasco, conquistou o bicampeonato Carioca no último domingo, além de vir de uma sequência de 26 partidas - ou mais de seis meses - de invencibilidade. Este clima positivo no lado da equipe de São Januário, não confunde os atletas, já que segundo a comissão técnica, a preparação do elenco é feita pensando cada jogo individualmente, justamente para manter o foco na vitória.

O comando da partida será de Cláudio Francisco Lima E Silva, de Sergipe. O árbitro principal contará com o auxílio de Marcio Gleidson Correia Dias, do Pará, e da também sergipana, Vaneide Vieira de Gois.

Petkovic fecha treino do Sampaio e sinaliza formação mais defensiva

A ordem no Sampaio Corrêa é esconder ao máximo o acerto da equipe para a estreia na Série B. O treinamento desta sexta-feira foi realizado no palco da partida de amanhã, marcada para as 16 horas. No Castelão, Dejan Petkovic não permitiu a entrada da imprensa para a cobertura da movimentação da equipe, mas com o discurso na coletiva, após a atividade, o comandante deixou claro que a prioridade é anular as virtudes da equipe de São Januário.

Para isso, a estratégia poderá ser a retirada de um ou mais homens de frente, tumultuando o meio campo, e tornando o jogo mais aéreo, o que dificultaria as estocadas vascaínas, que tem como principais características, os toques rápidos e a movimentação aguda.

Nesse sentido, a dúvida na formação ofensiva se define entre um ou dois atacantes. No segundo caso, Levi deve entrar no lugar de Pimentinha e ao lado de Carlos Alberto, que embora se recupere de dores no braço direito, treinou na academia nesta sexta e deverá ir para o jogo normalmente. A outra dúvida de Pet é no gol. Rafael e Ruan vem alternando momentos de titularidade cada um, durante os treinamentos, e com isso, geram uma interrogação

Vasco não é liberado para treinar no Castelão e atitude revolta Jorginho

A delegação vascaína foi impedida de treinar no Castelão, palco da partida deste sábado (14), contra o Sampaio Corrêa. Segundo as autoridades maranhenses, houve um mal-entendido, que por falta de tempo não foi resolvido. Já o Vasco encarou com indignação a atitude.

Tivemos que sair correndo para tentar arrumar lugar para treinar e os responsáveis do estádio não liberaram. Em cima da hora, já dentro do ônibus, eles liberaram, mas aí a gente não quis mais. Foi uma falta de respeito. Se o Sampaio precisar no Rio, vamos disponibilizar um local para treinamento”, desabafou o treinador.

A experiência dos jogadores deverá ser prioridade, já que existem apenas informações externas, que dão conta de que o gramado do estádio em São Luís é mais fofo e pesado que o de São Januário, palco dos treinamentos da equipe carioca e casa em seus jogos. Segundo Jorginho, é importante saber correr em campo.

O campo pesado cansa um pouco mais. Temos que manter a posse de bola, evitar correr errado. Se queremos voltar para primeira, temos que superar esses obstáculos”.

Fora os problemas além das quatro linhas, o Vasco ainda tem que lidar com uma possível ausência de um dos seus principais atletas. O zagueiro Luan, que sentiu um desconforto na panturrilha direita, na final contra o Botafogo, dificilmente entrará em campo. Para seu lugar, são opções Rafael Vaz e Jomar. Já Martín Silva, que foi poupado diante do CRB, no meio de semana, pela Copa do Brasil, volta ao gol vascaíno sem problemas.