No jogo do ataque contra defesa, Vila Nova e Paraná não saem do zero

Equipe goiana pressiona muito durante toda a partida mas sem sucesso acaba não furando a retranca rival que impediu que a rede balançasse.

No jogo do ataque contra defesa, Vila Nova e Paraná não saem do zero
Foto: Cristóvão Matos/Vila Nova
Vila Nova
0 0
Paraná
Vila Nova: Wagner Bueno; Douglas Assis, Reginaldo e Vinícius Simon (Frontini, min. 46); Bruno Oliveira, Victor Bolt (Pedro Carmona, min. 65), Robston, Jean Carlos e Marcelo Cordeiro; Roger e Fabinho. Técnico: Rogério Mancini
Paraná: Wendell; Leandro Silva, Pitty, João Paulo e Fernandes; Basso (Alisson, min. 34), Anderson Uchoa, Diego Tavares (Marcelinho, min. 67) e Válber; Robson e Lúcio Flávio (Robert, min. 67). Técnico: Claudinei Oliveira
ÁRBITRO: Joelson Nazareno Ferreira (PA) Cartões Amarelos: Vila Nova: Victor Bolt (min. 17), Jefferson Feijão (min. 38), Jean Carlos (min. 51), Dudu (min. 76) Paraná: Robson (min. 01), Válber (min. 34), Lúcio Flávio (min. 68) Cartão Vermelho: Robson (min. 11)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016

Nessa sexta (03) no estádio Serra Dourada foi disputado o certame entre Vila Nova e Paraná pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016. E em um jogo de ataque contra defesa, por conta da vantagem numérica em campo logo no começo da peleja, porém ela não se estabeleceu no placar com o jogo ficando em 0 a 0.

Com o resultado alcançado cai para o nono posto com 9 pontos, já o Vila foi para 4 pontos e se coloca no 17º lugar estando como o primeiro ocupante da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Vila Nova visita o Luverdense na terça (7) às 21h30. Já o Paraná recebe no mesmo dia só que às 19h15 o Atlético-GO no Durival de Britto.

Jogo tem primeiro tempo tenso e lento em termos de oportunidades

A partida especialmente em seu prínicipio teve muito mais momentos de tensão e de confusão do que necessariamente sendo notado por lances de proximidade aos gols. A primeira chance de real relevância só aconteceu aos 21 minutos com o Vila Nova tendo Roger arriscando de longe e a bola desviando e indo lentamente ao lado do gol.

Na reta final da primeira etapa, ainda houveram chances finais para o time da casa com Fabinho e Roger aos 42 e 46 minutos respectivamente e o placar ao fim da primeira parte ficou mesmo em 0 a 0.

Vila Nova cria muitas chances porém peca na finalização

Após o retorno para o gramado, o jogo seguiu a tônica do primeiro tempo, com a primeira chance aos 10 minutos em cruzamento na área onde o arqueiro Wendell falhou e Roger cabeceou porém sem precisão mandou por cima da meta. Quatro minutos depois, Jean Carlos aproveita a sobra da pelota após falha visitante e soltou a bomba, obrigando Wendell a intervir no lance e evitar o tento.

Com 18 em rápido escapada do time goiano com Robston lançando Jean Carlos que bateu de bico porém a bola foi pra fora, aos 30 minutos nova chance do Vila, com Jean Carlos arriscando finalização perigosa e a bola passou ao lado do travessão. Com 37 minutos após escanteio cobrado por Roger, a bola sobrou pra Fabinho que mandou forte mas pra fora.

Na reta final, muito abafa do time local com alguns cruzamentos porém todos sem sucesso e assim o placar não se alterou até o apito final ficando mesmo em 0 a 0.