Vila Nova aproveita vantagem numérica e vence Luverdense fora de casa

Com a vitória que não vinha há cinco rodadas, Tigre deu um salto na tabela de classificação e deixa zona de rebaixamento

Vila Nova aproveita vantagem numérica e vence Luverdense fora de casa
Foto: Pedro Coelho/Luverdense
Luverdense
0 2
Vila Nova
Luverdense: Gabriel Leite; Raul Prata (Douglas Baggio), Luiz Otávio, Everton, Paulinho; Muralha, Jean Patrick, Da Matta (Ricardo), Sérgio Mota (Erik), Régis Souza; Hugo.
Vila Nova: Wagner Bueno; Douglas Assis (Jefferson Feijão) , Anderson, Reginaldo, Marcelo Cordeiro; Maguinho, Robston, Jean Carlos, Pedro Carmona (Rafinha), Roger (Fernando Neto); Vandinho.
Placar: 0-1, min 06, Vandinho; 0-2, min. 14, Jean Carlos;
ÁRBITRO: Vinícius Furlan (SP), cartão vermelho para Muralha (min. 07), cartão amarelo para Paulinho (min.47 2T)
INCIDENCIAS: Campeonato Brasileiro Série B, no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT).

Pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro Série B, o Luverdense recebeu o Vila Nova nesta terça-feira (8) e foi derrotado por 2 a 0. O jogo foi realizado no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT), os mandantes tinham a missão de subir na tabela e emplacar sua terceira partida sem derrota, mas não foi isso que aconteceu.

O Vila subiu para o 14º lugar, com sete pontos, enquanto o time mato-grossense caiu para 13º, com nove. Na próxima rodada, o Luverdense joga novamente em casa, diante do Ceará, no sábado (11), às 21h. No mesmo dia, o Vila visita o Londrina, às 16h, no Estádio do Café

O Vila Nova abriu o placar logo em seu primeiro ataque, aos 6 minutos de jogo. Jean Carlos bateu com força, o goleiro Gabriel Leite espalmou nos pés de Vandinho, que só teve o trabalho de empurrar para as redes, colocando o tigrão a frente no placar. A situação ficou ainda mais fácil pro Vila, quando aos 7 de jogo, o volante Muralha, do Luverdense, recebeu cartão vermelho por levantar muito o pé e acabar atingindo o adversário. 

O segundo gol aconteceu aos 16. Pedro Carmona cruzou na área, a bola sobrou para Jean Carlos que soltou o pé com categoria para ampliar o placar.

Mesmo com um a menos, o Luverdense não se deu por vencido e obrigou o experiente goleiro Wagner Bueno a trabalhar bem. Aos 34, Da Matta cruzou, Luiz Otávio cabeceou no chão e a bola bateu na trave do Vila Nova, quase o Luverdense diminuia o placar. No lance seguinte, Da Matta novamente, cobrou falta na área, Paulinho cabeceou no cantinho e o goleiro do Vila operou uma defesa dificílima.

Jogar particamente o jogo todo com um jogador a menos é uma missão ingrata e o Luverdense não conseguiu diminuir o placar, muito pela postura do Vila Nova. Quando o time goiano chegava ao ataque, ainda conseguia assustar a torcida do Luverdense.

Aos 45 do segundo tempo, no apagar das luzes do estádio Passo das Emas, a torcida mandante chegou a ensaiar uma comemoração de gol, mas estava impedido. Erik cruzou para Hugo que completou para o fundo da rede. Seria o primeiro gol do Luverdense, caso o árbitro não marcasse impedimento de ataque. Com os três pontos, o Vila Nova se recupera e sai da zona do descenso.