Treinador Marcelo Cabo crava Atlético-GO na disputa pelo acesso à Série A: "Nosso objetivo"

Comandante do Dragão celebrou tempo para treinar durante a semana que, segundo ele, resultou em efetivação das oportunidades criadas

Treinador Marcelo Cabo crava Atlético-GO na disputa pelo acesso à Série A: "Nosso objetivo"
Foto: Divulgação/Atlético-Go

O resultado expressivo conquistado pelo Atlético-GO diante do Náutico por 3 a 0 na tarde deste sábado (2) pela Série B do Campeonato Brasileiro 2016 alimentou o sonho da equipe goiana de conseguir o acesso à Série A. Empatado em número de pontos com o líder Vasco da Gama, com 28, as chances do sonho rubro-negro acontecerem se tornam cada vez maiores.

O treinador do Dragão, Marcelo Cabo, comemorou a boa atuação de seus comandados durante toda a partida. Atentando para a eficiência do time, ele comenta que o tempo para treinar durante a semana fez a diferença, ajudando na evolução do trabalho.

"Estávamos vencendo e convencendo. A gente só não conseguia traduzir tudo que criávamos nos jogos em gols e hoje conseguimos. Tivemos mais tempo para trabalhar durante a semana e isso fez a diferença para que a equipe tivesse uma grande atuação na partida de hoje", analisou.

O técnico ressalta que, desde o seu primeiro dia no comando do Atlético-GO, deixou claro que a briga seria no alto, para subir de divisão. Lembrando que ainda há muito o que acontecer no campeonato, ele sabe que é preciso ter humildade e manter a concentração no objetivo principal.

"O Atlético é grande, já disputou Série A algumas vezes. Desde o dia que cheguei, sempre falei para os jogadores que nosso objetivo é o acesso. Estamos muito longe do nosso objetivo ainda, já que só temos 28 pontos e ainda tem muito campeonato pela frente. Precisamos continuar com humildade, pés no chão e muito trabalho", frisou.

Já fazendo as contas para o acesso, Cabo celebra a semana cheia para treinamentos, visando o próximo confronto, clássico contra o Goiás no próximo sábado (9), às 16h, no estádio Serra Dourada. Ciente de que seu time ainda precisa evoluir, o treinador projeta em, no mínimo, 64 pontos a quantidade necessária para realizar o sonho de retornar à primeira divisão.

"O Atlético tem muito a aprimorar e a crescer. Teremos um pouco mais de tempo para analisar o que precisamos melhorar pensando no acesso, já que temos de evoluir muito. É um caminho muito longo a percorrer, já que precisamos de, no mínimo, 64 pontos para conseguir o acesso", finalizou.