Em jogo equilibrado, Santos e Rio Preto empatam na ida da final do Paulistão Feminino

As equipes se enfrentaram na tarde desta quinta-feira e definem o título do campeonato no domingo (28)

Em jogo equilibrado, Santos e Rio Preto empatam na ida da final do Paulistão Feminino
(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)
Santos
0 0
Rio Preto
Santos: Paty Nardi; Giovana, Auinã, Camila e Dani; Maria (Daiane), Kelly (Sandrinha), Suzane e Erikinha; Ketlen (Cida) e Sole James (Karen)
Rio Preto: Letícia Bussatto; Edilaine, Ana Alice, Siméia e Letícia Albuquerque; Jéssica, Elis, Suzana e Lelê; Millene e Kamila (Mônica)
ÁRBITRO: Daniel Bernardes Serrano (SP). Camila (SAN); Edilaine, Suzana e Letícia Albuquerque (RIO)
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA PRIMEIRA PARTIDA DA FINAL DO CAMPEONATO PAULISTA DE FUTEBOL FEMININO, DISPUTADO NA VILA BELMIRO, EM SANTOS (SP)

Chegou a hora da decisão do Campeonato Paulista de Futebol Feminino de 2016. Santos e Rio Preto entraram no gramado da Vila Belmiro na tarde desta quinta-feira (25) para disputar o primeiro jogo da grande final do torneio. Sem muitas chances de gol, o confronto terminou em 0 a 0 e a definição ficará para o domingo.

Mesmo com a pressão, as meninas do Rio Preto seguraram as Sereias da Vila fora de casa e conseguiram manter a vantagem que conquistaram pela campanha no Paulistão. Com esse empate, o Santos precisa correr atrás do resultado e, para conquistar a tão desejada taça, deve vencer de qualquer jeito.

Santos e Rio Preto chegaram na final com campanhas ótimas. As Sereias da Vila conquistaram dois empates contra o Corinthians na semifinal e avançaram; já as rio-pretenses venceram o Centro Olímpico duas vezes.

As equipes voltam a se encontrar já neste domingo (28), às 10h, no Estádio Anísio Haddad, em São José do Rio Preto, casa do Rio Preto. Graças a melhor campanha durante o Campeonato Paulista, as meninas rio-pretenses podem empatar novamente e asseguram o título da competição.

O jogo

No primeiro tempo, as equipes se estudaram bastante e não conseguiram encontrar muitas chances de gol, deixando o jogo com mais toque de bola. A melhor chance foi de Maria, do Santos, que mandou na trave do Rio Preto aos 12 minutos. Já perto do intervalo, as santistas ainda reclamaram de pênalti em Giovana, mas nada foi marcado. As rio-pretenses chegaram perto de marcar com Letícia, mas a jogadora mandou para fora.

A etapa final teve um Santos mais agressivo pela necessidade de marcar e eliminar a vantagem do Rio Preto, mas as Sereias da Vila pararam na defesa da equipe do interior. Com isso, poucas chances realmente perigosas foram criadas e, apenas nos acréscimos, as santistas conseguiram se aproximar. Karen recebeu cruzamento pela direita e teve a melhor oportunidade do confronto, mas furou e não conseguiu chutar.