Especial quartas de finais da Série C: Botafogo-SP, querendo mais um acesso na conta

Fogão voltou a disputar a Série C nesta temporada, e mantém vivo suas esperanças de voltar à Série B após 14 anos

Especial quartas de finais da Série C: Botafogo-SP, querendo mais um acesso na conta
Classificado na última rodada, Botafogo-SP surpreende e segue sonhando com o acesso

Vai começar a reta final do Campeonato Brasileiro da Série C. Com altas expectativas relacionadas ao público das partidas, e repleto de equipes tradicionais do futebol nacional, as quartas de finais da competição começam a ser disputadas já nesta semana. Donos de campanhas semelhantes durante a primeira fase, Botafogo-SP e ABC se enfrentam pelo duelo de ida na próxima sexta-feira (30) em Ribeirão Preto, com a partida de volta marcada para o dia 7 em Natal.

Em seu retorno à Série C após oito anos, o Botafogo-SP conquistou sua vaga para as quartas de finais apenas na última rodada, ao empatar com o Macaé. Há 14 anos longe da segunda divisão nacional, o Fogão segue na elite do Campeonato Paulista, mas viveu temporadas complicadas no Brasileirão, ao permanecer na Série D por oito anos. Vivendo uma oportunidade clara de acesso, os paulistas apostam no bom equilíbrio entre a defesa e o ataque, contando com um dos melhores setores ofensivos da competição.

Campanha

Mesmo conquistando sua vaga apenas na última rodada, a campanha do Botafogo-SP foi qualificada desde o início. Dono de um aproveitamento de 57%, o Pantera conquistou 31 pontos no Grupo B, tendo oito vitórias, sete empates e apenas três derrotas. O equilíbrio defensivo e ofensivo da equipe permitiu também que o Fogão tivesse o melhor saldo de gols de todo o torneio, balançandos as redes adversárias em 28 oportunidades e sofrendo apenas 13 gols.

Dentre as 18 partidas desta primeira fase, se destacam as duas goleadas seguidas frente à gloriosa e rebaixado Portuguesa em pleno Canindé por 5 a 0, e a de 6 a 2 encarando o Guaratinguetá em Ribeirão Preto. Sem um apoio total de sua torcida principalmente nas rodadas finais da competição, o clube tem a expectativa de receber um público superior à 25 mil torcedores nesta sexta-feira (30).

Destaques

Artilheiro do Fogão na competição com cinco gols marcados, o atacante Diogo Campos é a esperança de gols no ataque. Contratado no início do ano passado junto ao Atlético-GO, o atacante que conta com passagens pelo futebol francês fazia boa dupla de ataque com Alemão, ex-Santos e Ponte Preta, até o atleta ser negociado com o Eindhoven da Holanda.

Multicampeão por diversos torneio regionais, e com passagens por quase todo o interior paulista, o experiente arqueiro Neneca de 36 anos de idade é um dos grandes responsáveis pela sólida defesa do Pantera na primeira fase. Também no setor defensivo, o lateral Augusto Ramos, revelado pelo próprio Botafogo-SP há 15 anos atrás é outro destaque das últimas temporadas do clube.

Cedido por empréstimo pelo Ituano, justamente pela disputa das fases finais da Série C, o expriente Guly é outro que pode se tornar destaque à partir dessas quartas de finais. Com passagens por clubes modestos da Itália, o volante passou quatro temporadas jogando pelo Southampton, onde disputou 114 partidas, marcando 22 gols.

(Foto: Rogério Moroti/ Botafogo-SP)
(Foto: Rogério Moroti/ Botafogo-SP)

Treinador

Se depender do histórico de seu atual treinador, o Botafogo-SP pode acreditar cada vez mais na possibilidade do acesso. Ex-atleta do Santos, fazendo parte do primeiro elenco conhecido como "Meninos da Vila" em 1978, Márcio Fernandes chegou ao comando do Fogão no início deste ano.

Há 16 anos na carreira de treinador, a campanhas de destaque de Márcio ocorreu justamente em seu primeiro trabalho, no próprio Peixe em 2008. O técnico comandava a equipe sub-20 do Santos, quando subiu ao profissional e acabou salvando o clube da zona de rebaixamento daquele ano, renovando seu contrato no ano anterior, mas acabou sendo demitido no Paulistão do ano seguinte, após derrota para o Marília.

Passando por Fortaleza e Brasiliense, e também pelo Shanghai Shenxin da China, Márcio Fernandes voltou a ser destaque em 2010, quando fez parte do início do Red Bull Brasil, ao subir a equipe de Série A3 do Paulistão para a Série A2. No ano seguinte, foi a vez de levar o Comercial à elite da competição.

No ano passado, após subir o Vila Nova à primeira divisão do Campeonato Goiano, deixou o clube para ssumir o Botafogo-SP, 35 anos após sua passagem como atleta.

(Foto: Luis Augusto/ Ag. Botafogo)
(Foto: Luis Augusto/ Ag. Botafogo)

Expectativas 

Vindo de um acesso da Série D para a Série C, mantendo a base da equipe campeã. Tendo como comandante um treinador que está acostumado justamente à este objetivo. E conquistando na primeira fase o equilíbrio entre seus setores, o Botafogo-SP espera juntar todos esses conceitos vitoriosos com o apoio de seus adeptos em Ribeirão Preto. Se isso realmente acontecer da maneira que todos esperam, a possibilidade será alta de acesso de um equipe que chegou a competição sem muitas expectativas. Como diriam os torcedores que chegam em uma situação semelhante, e o que realmente deve estar pensando a massa do Fogão no interior paulista: "Estão deixando a gente sonhar...".