Em Campinas, Guarani e ASA fazem duelo decisivo em busca do acesso para a Série B

Equipe Alagoana conta com vantagem após vitória na primeira partida, e pode conquistar o acesso até mesmo em caso de derrota

Em Campinas, Guarani e ASA fazem duelo decisivo em busca do acesso para a Série B
Duelo de muitas disputas pela posse de bola marcou a primeira partida entre ASA e Guarani (Foto: Divulgação / ASA)
Guarani
ASA
Guarani: Leandro Santos; Lenon, Ferreira, Leandro Santos e Denis Neves; Auremir, Zé Antônio, Pipico, Fumagalli e Marcinho; Eliandro. Técnico: Marcelo Chamusca
ASA: Thiago Braga; Júnior, Willames José, Rayan e Igor; Cal, Ramalho, Diogo e João Paulo; Rafael e Reinaldo Alagoano. Técnico: Paulo Foiani
ÁRBITRO: Elmo Alves Resende Cunha (GO).
INCIDENCIAS: Partida de volta das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, a ser disputada no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

Neste sábado (8), Guarani e ASA decidirão quem irá disputar a Série B do Campeonato Brasileiro na próxima temporada. O duelo acontece às 18h30, no estádio Brinco de ouro da Princesa, em Campinas.

A equipe alagoana chega para o confronto decisivo com uma vantagem considerável, após vencer a primeira partida por 3 a 1 o ASA pode até ser derrotado por um gol de diferença que ainda garantirá o acesso. Ao Bugre apenas a vitória por dois ou mais gols de diferença dá direito ao clube campineiro de ficar com a vaga. Caso o Guarani devolva o placar de 3 a 1, sofrido em Alagoas, a decisão do acesso irá para a disputa por pênaltis.

Apoio da torcida, ídolos do passado e mudanças na equipe são armas do Bugre

A semana de intervalo entre as duas partidas contra o ASA foi intensa em Campinas. Após a derrota em Alagoas os jogadores passaram por alguns dias de isolamento, com trabalhos fechados e mistério pelos lados do Brinco de Ouro.

No entanto, no último trabalho realizado pela equipe antes da partida decisiva o cenário foi completamente modificado. A pedido da diretoria três grandes ídolos da história do clube, Careca, Zenon e João Paulo, realizaram uma conversa motivacional com os atletas antes do treinamento. Além da presença dos craques, a torcida também pode incentivar os jogadores durante o trabalho, apenas com o pedido para que não fossem gravados vídeos do treinamento.

Já dentro de campo o mistério dos dias anteriores não foi alterado com a proximidade do jogo, embora o treinador Marcelo Chamusca admita que vá realizar alterações no alviverde campineiro.

"Eu devo fazer duas mudanças, já é definido. E uma terceira que estou analisando e pode acontecer ainda. Não é uma questão técnica. Tivemos jogadores que foram abaixo em Arapiraca. Tenho convicção da nossa base, mas as mudanças são muito em relação à estratégia que vamos utilizar, à postura tática do adversário e o encaixe do jogo", disse o treinador.

Reforços e regulamento na luta pelo acesso

Na equipe do ASA a semana após a vitória na primeira partida diante do guarani foi de trabalho para conter a euforia com a vantagem obtida.

Sem grandes mistérios sobre o time que mandará a campo neste sábado, o treinador Paulo Foiani poderá contar com dois importantes reforços, o lateral Igor e o meia João Paulo, ambos titulares da equipe e que retornam após cumprir suspensão na partida anterior.

Por outro lado o comandante alvinegro não poderá contar com o volante Jorginho, vetado pelo departamento médico após sofrer um entorce no tornozelo direito no primeiro duelo com o Bugre.

Questionado sobre como a equipe atuará em Campinas, Foiani não escondeu que irá utilizar-se da vantagem obtida pelo regulamento da competição, que permite que o time garanta o acesso mesmo com derrota, mas fez questão de enfatizar que antes de pensar no regulamento será necessário que seu time coloque seu futebol em prática.

"Nós conseguimos ter uma vantagem e sei que vamos pra lá com o regulamento debaixo do braço, mas só penso em utilizar no momento certo. Nós temos que ir com o pensamento de jogar o nosso futebol. Nós temos jogadas de velocidade, temos jogadores com qualidade e vamos jogar em um campo que a grama é espetacular e favorece a nossa equipe. Mas nós temos que ter cuidado redobrado e atenção redobrada. Mas temos que acreditar que nós somos capazes porque nós chegamos até aqui por merecimento", disse o treinador após o último treinamento antes da viagem à Campinas.