Zagueiro Gustavo Bastos, do ABC, vibra com mais um acesso na carreira

Zagueiro Gustavo Bastos, do ABC, vibra com mais um acesso na carreira
Zagueiro Gustavo Bastos, do ABC, vibra com mais um acesso na carreira

A noite de sexta-feira (07) jamais será esquecida pelos quase 15 mil torcedores que lotaram o Estádio Frasqueirão, em Natal, e viram de perto o acesso do ABC para a Série B do Campeonato Brasileiro. Mas dentro de campo, o zagueiro Gustavo Bastos também tem motivos de sobra para guardar esta data para sempre na memória. Além da bela jogada para o gol do acesso, o defensor alvinegro viveu a mesma emoção na temporada passada, quando vestia a camisa do Vila Nova. Na ocasião, a equipe goiana foi campeã da Série C do Campeonato Brasileiro, tendo o zagueiro como peça fundamental na campanha vitoriosa.

- Em 2015 tive a felicidade de fazer parte da equipe que recolocou o Vila Nova na primeira divisão do Estadual e comemorei também o título da competição nacional. Agora, aqui no ABC, nós conquistamos o Campeonato Potiguar e já garantimos o acesso para a Série B e, diga-se de passagem, foi muito merecido por todos que confiaram no trabalho a longo prazo. Vamos continuar trabalhando com os pés no chão para tentar o bicampeonato, tanto para mim, quanto para o ABC, conta o jogador.

Gustavo Bastos, que chegou em Natal no início da temporada, ainda lembra o quanto foi difícil conquistar esses objetivos.

- Foi um ano muito desgastante, muitas cobranças e falta de confiança no elenco, mas aos poucos, conseguimos dar a volta por cima e mostrar o nosso valor e o respeito que temos em vestir a camisa do ABC, revela.

Além de todas as dificuldades, o zagueiro ainda ficou de fora por quase um mês, após se lesionar na partida contra o Botafogo-PB, no dia 07 de agosto. Bastos sentiu a coxa e permaneceu no Departamento Médico até o início do mês de setembro.

- Quando me machuquei, pensei que não iria conseguir voltar. Mas, trabalhei muito para estar presente neste momento especial. Enquanto o grupo treinava, eu estava treinando no DM, trabalhei firme com os fisiologistas, me empenhei na academia, até mesmo quando o elenco estava de folga, eu estava lá trabalhando. Me dediquei de domingo a domingo para estar presente no jogo do acesso. Batalhei e sonhei com isso. E pude mostrar que estou pronto para ajudar o clube a conquistar o título, garante Bastos.

E foi após um grande jogada do defensor alvinegro, que o Erivélton marcou o gol da vitória.

- Foi um lance muito rápido, sabendo que o Zotti estava jogando o tempo inteiro como um falso atacante, quando a bola rodou entre a defesa do Botafogo, eu consegui ler a jogada e o que o volante faria, então encurtei a marcação em cima do Zotti, antecipei o passe e enxerguei o Erivélton livre. Não pensei duas vezes, toquei para ele e tive a felicidade de acertar um belo passe que resultou no gol, comemora o zagueiro.