Buscando se manter na liderança, Atlético-GO enfrenta temeroso Paysandu

Na ponta da tabela, com 55 pontos, Dragão mira bom resultado diante do Papão, que ainda vê a zona de rebaixamento o ameaçar

Buscando se manter na liderança, Atlético-GO enfrenta temeroso Paysandu
Foto: Fernando Torres/Paysandu
Atlético-GO
Paysandu
Atlético-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Pedro Bambu, Michel, Luiz Fernando, Jorginho e Caíque; Júnior Viçosa. Técnico: Marcelo Cabo.
Paysandu: Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gualberto e João Lucas; Rodrigo Andrade, Augusto Recife, Jhonnatan e Tiago Luís; Jobinho e Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcanti.
ÁRBITRO: Marcelo de Lima Henrique (PE). Auxiliares: Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Gilberto Freire de Farias (PE).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser realizada no estádio Olímpico, em Goiânia/GO.

O 31º capítulo da Série B do Campeonato Brasileiro 2016 começa a ser escrito nesta sexta-feira (14) e, no estádio Olímpico de Goiânia/GO, a partir das 20h30, Atlético-GO e Paysandu serão os protagonistas de um embate que tem imensa valia para ambos.

Não vendo ninguém a sua frente, o Dragão rubro-negro lidera o campeonato, do alto de seus 55 pontos, um de vantagem para o segundo colocado, Vasco da Gama. Invicto há três partidas e tendo como meta a permanência de posição, a vitória é a única alternativa realmente segura.

O Papão da Curuzu ainda olha no retrovisor e visualiza a zona de rebaixamento. No 14º lugar, com 39 pontos, a vida bicolor é tranquila, mas nem tanto. São nove pontos de margem para o primeiro colocado no Z-4, o Bragantino. Se quiser dar adeus de vez ao sufoco, o time terá de se desdobrar e superar o Atlético-GO.

Daqui não saio, daqui ninguém me tira (a não ser eu mesmo)

Com a faca e o queijo nas mãos para se manter no primeiro lugar ao fim da rodada, o Atlético-GO contará, mais uma vez, com sua casa lotada. O torcedor atleticano abraçou o Olímpico e a brilhante campanha até o momento. Para o duelo desta noite, Marcelo Cabo conta com o importante retorno de Magno Cruz, que esteve ausente nas duas últimas rodadas. Gilsinho, outro nome de destaque, desfalca a equipe devido a um desgaste muscular.

Sobre a montagem do time principal e as idas e vindas, Cabo reitera que tem confiança em todo o elenco e que os atletas buscam espaço entre os 11 titulares se respeitando, acima de tudo. "Nós temos um grupo muito homogêneo. Nós perdemos o Magno Cruz, os que entraram foram muito bem. Com o Gilsinho agora é a mesma coisa. Eu tenho total confiança nos meus atletas, o grupo é muito igual, todos querem o seu espaço com lealdade. É a dor de cabeça saudável que o técnico tem.", afirmou.

Para a partida, são 23 atletas relacionados:

Goleiros: Kléver e Marcos;

Zagueiros: Marllon, Ricardo Silva e Thales;

Laterais: Jonathan, Matheus Ribeiro, Raul e Romário;

Volantes: Bruno Barra, Michel, Pedro Bambu e Silva;

Meias: Caique, Jorginho, Luiz Fernando, Magno Cruz e Marquinho;

Atacantes: Alison, Edson Junior, Junior Viçosa, Lucas Crispim e Matheus Carvalho.

Quanto mais longe (do Z-4), melhor

Perto, porém nem tanto. Longe, mas temendo. O torcedor bicolor ainda fica receoso com a ameaça de queda para a terceira divisão, apesar da, de certa maneira, confortável distância em relação aos quatro últimos. Na montagem do time titular, o treinador Dado Cavalcanti pretende usar a base das partidas anteriores, dando margem apenas para que Bruno Veiga, recuperado fisicamente e melhorando a parte técnica, ocupe o lugar de Jobinho no comando de ataque.

Analisando o adversário, Dado o elogia, mas pondera que o Papão costuma se dar bem contra oponentes de maior qualidade técnica e espera que isto se repita. "O Atlético é a equipe que vem jogando o melhor futebol na Série B. É um time extremamente encaixado, ou seja, os jogadores estão muito conscientes em relação às movimentações que eles fazem. Costumo dizer que a nossa equipe se supera contra esse tipo de adversário, faz bons jogos e espero que esse de hoje seja mais um", declarou.

Dado levou para Goiânia 19 jogadores. São eles:

Goleiros: Emerson e Marcão;

Zagueiros: Domingues, Fernando Lombardi, Gilvan e Gualberto;

Laterais: Edson Ratinho, Roniery e João Lucas;

Volantes: Augusto Recife, Jhonnatan, Lucas e Rodrigo Andrade;

Meias: Celsinho e Tiago Luís;

Atacantes: Bruno Veiga, Jobinho, Leandro Cearense e Mailson.