Matheus Ribeiro marca duas vezes e líder Atlético-GO vence Paysandu

Lateral faz dois gols e comanda a vitória atleticana em cima do Paysandu com um estádio Olímpico lotado; Dragão segue na liderança, agora com 58 pontos

Matheus Ribeiro marca duas vezes e líder Atlético-GO vence Paysandu
Matheus Ribeiro comemora com seus companheiros após marcar gol (Foto: Divulgação/Atlético-GO)
Atlético-GO
2 1
Paysandu
Atlético-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Michel, Pedro Bambu Caíque (Magno Cruz), Jorginho e Luiz Fernando (Silva); Júnior Viçosa (Bruno Barra). Técnico: Marcelo Cabo
Paysandu: Emerson; Gualberto, Fernando Lombardi e Gilvan (Mailson); João Lucas, Rodrigo Andrade (Augusto Recife), Jhonnatan,Tiago Luís e Edson Ratinho; Leandro Cearense e Jobinho (Bruno Veiga). Técnico: Dado Cavalcanti.
Placar: 1-0, min. 39, Matheus Ribeiro 1-1, min. 42, Tiago Luís 2-1, min. 51, Matheus Ribeiro
ÁRBITRO: Marcelo de Lima Henrique (PE), auxiliado Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Gilberto Freire de Farias (PE). Amarelos: Kléver, min. 24 (ACG), Rodrigo Andrade, min. 34 (PAY) e Marllon (ACG), min. 85.
INCIDENCIAS: 31ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016, no estádio Olímpico, em Goiânia (GO).

Mais uma noite para o torcedor atleticano comemorar. Com uma atuação de gala do lateral Matheus Ribeiro, o Atlético-GO venceu o Paysandu por 2 a 1 no estádio Olímpico e disparou na liderança da Série B, estando a mais ou menos três vitórias de garantir o acesso para a elite do futebol brasileiro.

Com o resultado, o Dragão chega aos 58 pontos com quatro a mais que o vice-líder Vasco da Gama. É o terceiro jogo que a equipe atleticana realiza no novo estádio Olímpico e até o momento, o time conseguiu duas vitórias e apenas um empate. Em todas as partidas, o Atlético colocou mais de 11 mil torcedores e chamando sua torcida para mais perto do clube. Na próxima partida, o líder da Série B viaja para enfrentar o Criciúma, no sábado (22), no estádio Heriberto Hülse, às 19h30.

Já o Paysandu, comandado por Dado Cavalcanti segue na 14ª posição com 39 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo Paraná, que ainda não jogou na rodada. A distância para a zona de rebaixamento é de nove pontos. Na próxima partida, o Papão recebe o Goiás, também no sábado (22), ás 17h.

Primeiro tempo de muitas chances terminada com um gol para cada lado

A primeira etapa foi traduzida por muita movimentação no ataque atleticano. A equipe da casa buscava sempre enfiar a bola para o atacante Júnior Viçosa, porém o Paysandu reforçava a marcação e tentava surpreender com contra-ataques e lances inesperados. No primeiro lance de perigo, Kléver viu a bola tocar no seu travessão após uma cobrança de escanteio. Quase sofreu um gol olímpico.

O Atlético tinha maior posse de bola e fazia com que Pedro Bambu, Caique e Júnior Viçosa participassem bastante do jogo, mas não levavam tanto perigo ao gol de Emerson. O Paysandu tentou aproveitar um contra-ataque veloz com Tiago Luís, que foi parado por Kléver. O goleiro atleticano foi advertido com um cartão amarelo e ainda viu o próprio Tiago Luís bater uma falta com capricho, obrigando-o a fazer a defesa.

O Atlético voltou ao jogo e Júnior Viçosa serviu Luiz Fernando após um bom cruzamento, mas a finalizacão de cabeça foi fraca. Era difícil saber se sairia um gol com a forte marcação do Papão, mas Matheus Ribeiro apareceu no jogo. Ele recebeu um passe de Caíque, e quando todos achavam que ele iria cruzar, a bola vai em direção ao gol e surpreende Emerson.

Não deu tempo de comemorar. Três minutos depois, Tiago Luís arriscou um belo chute de fora da área e viu a bola entrar no ângulo de Kléver. Ainda deu tempo de João Lucas acertar o travessão rubro-negro. Era o empate decretado no intervalo e a dúvida de como seria o segundo tempo permanecia.

Superioridade e vitória atleticana no Olímpico

O Dragão voltou mais disposto a estragar a noite do Paysandu e foi logo dando trabalho com um chute de Júnior Viçosa que Emerson espalmou. Isso não foi o suficiente, pois minutos depois, o goleiro do time paraense não conseguiu segurar o chute venenoso de Matheus Ribeiro que colocou no ângulo esquerdo e deixou o Atlético na frente novamente.

A equipe de Marcelo Cabo queria mais. Luiz Fernando saiu na cara do gol de Emerson, se complicou com a bola e perdeu o lance deixando a bola para Júnior Viçosa, que driblou o goleiro e chutou rasteiro para o gol. A bola ia entrar se Gualberto não tivesse aparecido para tirar em cima da linha.

O Paysandu não deixou de tentar atacar com lances surpresas. Tiago Luís teve outra oportunidade em cobrança de falta e quase viu o goleiro Kléver falhar. O jogo foi ficando morno e o Atlético Goianiense ia administrando o resultado até o apito final.

Ainda deu tempo de Viçosa obrigar Emerson a fazer mais uma boa defesa, mas isso não foi o suficiente para evitar a vitória atleticana, que comemorou muito a liderança com sua torcida e com o herói Matheus Ribeiro.