Itamar decide, Londrina vence Brasil em Pelotas e volta ao G-4

Paranaenses conquistam importante vitória no Bento Freitas e mantém boa fase na Série B

Itamar decide, Londrina vence Brasil em Pelotas e volta ao G-4
Itamar foi muito celebrado pelos companheiros. (Foto: Gazeta Press)
Brasil de Pelotas
0 1
Londrina
Brasil de Pelotas: Eduardo Martini; Weldinho, Cirilo, Leandro Camilo, Brock; Leandro Leite, Washington (Clébson), Elias; Ramon (Gustavo Papa), Felipe Garcia e Marcos Paraná (Diogo Oliveira) Técnico Rogério Zimmermann
Londrina: Marcelo Rangel; Lucas Ramon, Éverton Sena, Marcondes, Léo Pelé; Germano, Anderson, Fillipe Soutto (Rafael Gava), Zé Rafael; Jô (Alisson Safira) e Itamar (Bruno Batata) Técnico Claudio Tencati
Placar: 0-1, 24' 2T, Itamar
ÁRBITRO: Paulo Henrique de Melo Salmazio, auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo e Marcos dos Santos Brito, todos de Mato Grosso do Sul.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 32° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

No duelo dos dois técnicos que há mais tempo estão em um clube no Brasil, deu Claudio Tencati. Nesta terça-feira (18), em Pelotas, o Londrina foi melhor em campo e conseguiu a façanha de vencer o Brasil no Estádio Bento Freitas. 

O gol do jogo foi marcado por Itamar, que provou ser valioso contra o time gaúcho, já que no primeiro turno o placar foi o mesmo, também com tento de sua autoria, e também de cabeça.

Agora, o Tubarão fica momentaneamente no G-4, com 52 pontos na quarta colocação. Já o Xavante é nono colocado com 45 pontos ganhos.

Na próxima rodada, ambos os times jogarão fora de seus domínios. Enquanto os paranaenses irão enfrentar o Criciúma (7°) no Heriberto Hülse, os gaúchos viajam para o jogo contra o Joinville (18°), que será realizado na Ressacada, em Florianópolis.

Brasil tem melhor chance em primeiro tempo equilibrado

Em começo de partida movimentado, as marcações do meio campo de Brasil e Londrina pareciam prevalecer. Eram muitas divididas e bolas perdidas no meio, que dificultavam a armação de jogadas de ambas as equipes.

Com 16' no cronômetro, veio a primeira boa chance do jogo, quando  cruzou na área, e, em inversão de papéis, Éverton Sena cabeceou por cima da meta de Eduardo Martini, assustando a torcida pelotense.

O jogo seguiu travado, com os atacantes e meias armadores pegando pouco na bola. O primeiro bom ataque dos mandantes veio apenas aos 28', quando Marcos Paraná teve atitude, partiu para cima da marcação e depois chutou de fora da área, por cima do gol.

No final da primeira metade do jogo, vieram as melhores oportunidades, quando Felipe Garcia pegou rebote na pequena área e mandou para fora, perdendo gol incrível. A outra chance foi do Londrina, que, no último lance da primeira etapa, atacou com , que foi travado.

A história se repete: Itamar cabeceia e decreta vitória do Tubarão

Na volta dos vestiários, Zimmermann Tencati parecem ter mudado a postura das equipes, que voltam cheias de gás e mais abertas para o jogo, buscando nada mais nada menos do que a vitória.

Nos primeiros quatro minutos de jogo, ambas as equipes assustaram, sendo a primeira chance dos visitantes, em chute de Itamar, e a segunda do Xavante, que teve Marcos Paraná cruzando para Ramon isolar por cima da meta.

Um dos lances de perigo da partida veio aos 14', quando Fillipe Soutto arriscou de fora da área para boa defesa de Eduardo Martini. O Tubarão começava então a ganhar o meio de campo e conseguir chegar mais no contra-ataque, prejudicando a defesa rubro-negra.

Então, a pressão surtiu efeito: após cobrança de escanteio, o centroavante Itamar subiu sozinho, totalmente livre de marcação para cabecear para o fundo das redes e abrir o placar, levando Rogério Zimmermann a loucura.

Administrando o resultado, o time paranaense apenas tocou a bola nos minutos seguintes, vendo um Brasil cansado e sem forças para armar o jogo. A última chance ainda foi dos visitantes, que viram Martini se complicar e quase levar o gol de Zé Rafael

Mas não havia tempo para mais nada. O árbitro Paulo Henrique de Melo apitou para o final da partida, que decretou a 14° vitória do Londrina no campeonato.