Com entrada do Brasil de Pelotas, Primeira Liga anuncia formato com 16 clubes para 2017

A competição, que ainda terá caráter amistoso, espera a divulgação do calendário oficial da CBF, para determinar as datas de sua realização. Gilvan fala até em rebaixamento em 2018.

Com entrada do Brasil de Pelotas, Primeira Liga anuncia formato com 16 clubes para 2017
Foto: Divulgação/Primeira Liga

Em reunião na última quinta-feira (20), em Belo Horizonte, a Primeira Liga anunciou que o Brasil de Pelotas-RS será mais um time a participar do torneio em 2017. Com isso, a competição (mantida em caráter amistoso pela CBF), contará com a participação de 16 clubes no ano que vem. 

Os 15 clubes fundadores da competição (Grêmio, Inter, Joinville, Criciúma, Figueirense, Avaí, Chapecoense, Paraná, Coritiba, Atlético-PR, Flamengo, Fluminense, Atlético-MG, América-MG e Cruzeiro) estão garantidos. O presidente da Liga, e do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares confirmou a mudança no número de clubes:

"Está estabelecido que serão 16 clubes. os 15 fundadores mais o Brasil de Pelotas, que já estávamos idealizando a entrada dele. Temos outros clubes afiliados na liga, mas eles não vão disputar a competição.", declarou.

Nesse ano, a primeira edição contou com 12 clubes, divididos em três grupos com quatro equipes cada. O Fluminense foi o campeão, após vencer o Atlético-PR na final. Em 2017, serão quatro grupos com quatro participantes cada e os dois melhores de cada grupo avançarão para as quartas de final. O mata-mata será feito com jogos únicos, na sede dos times de melhores campanhas.

Espera pelo calendário e 'rebaixamento' em 2018

Gilvan de Pinho comentou sobre a colocação das datas do torneio no ano que vem. O presidente afirmou que isso só será definido após a divulgação do calendário oficial de 2017, por parte da CBF:

"O calendário, a tabela não há como definir ainda, porque vamos ter vários clubes disputando outras competições como a Libertadores, a Copa do Brasil.", afirmou.

Em 2018, quem for rebaixado para a Série C do Brasileirão no final 2017, mesmo sendo um dos clubes fundadores, não participará da edição, segundo Gilvan:

"Na assembleia, discutimos a aprovação e divisão das cotas da televisão, a aprovação de reforma do estatuto e a modificação no regulamento. Para 2018, quem for rebaixado para a Série C (no Brasileiro), vai perder o direito de disputar a Primeira Liga, mesmo se for fundador.", finalizou.