Com poucas chances de acesso, Luverdense recebe Náutico visando melhor posição na Série B

LEC quer a vitória para tentar seguir sonhando com uma vaga no G-4; Timbu quer vencer a todo custo para voltar ao grupo dos quatro melhores colocados, já que perdeu uma posição por causa de outros resultados

Com poucas chances de acesso, Luverdense recebe Náutico visando melhor posição na Série B
(Foto: Léo Lemos/Náutico)
Luverdense
Náutico
Luverdense: Diogo Silva, Raul Prata, Airton, Everton e Paulinho; Jean Patrick, Ricardo, Diogo Sodré, Douglas Baggio e Rafael Silva (Macena); Alfredo. Técnico: Júnior Rocha
Náutico: Rodolpho; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza, Marco Antônio e Renan Oliveira; Bergson e Yure Mamute. Técnico: Givanildo Oliveira
ÁRBITRO: Alisson Sidnei Furtado (TO)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no estádio Passos das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT)

Luverdense e Náutico duelam nesta sexta-feira (21), às 21h45 (horário de Brasília), no Estádio Municipal Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso. O confronto é válido pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro e tem um grande peso na disputa por vagas no G-4 da competição.

Vindo de um empate contra o Londrina, outro clube que briga pelo acesso, o Verdão do Norte quer vencer para continuar sonhando com a Série A. O clube do Mato Grosso está nove pontos atrás do próprio Londrina, que é o 4º colocado.

Pelo lado alvirrubro, o ambiente é extremamente bom. Vindo de seis vitórias seguidas, o clube pernambucano chegou forte e subiu de produção na Série B, mas vem pressionado para a partida desta sexta-feira. Depois das vitórias de Londrina e Avaí, o Náutico necessita da vitória para voltar ao G-4.

Mesmo com chances mínimas de acesso, LEC quer melhorar posição na tabela

Sem muitas pretenções de acesso, o Luverdense não diminui o ritmo e busca vencer para seguir somando pontos e melhorando a posição na tabela. Com 43 pontos, o clube comandado por Júnior Rocha tem apenas 2% de chance de conseguir a tão sonhada vaga na Série A do Campeonato Brasileiro.

"Ainda temos sete jogos e vamos dar nosso melhor, assim como estamos fazendo. Agora é somar o maior número de pontos possível e ficar entre os 10 primeiros pelo menos. Além de ser mais uma boa campanha do clube, ainda garante presença nas categorias de base", afirmou o técnico.

Para o jogo contra o alvirrubro pernambucano, o LEC terá problemas para a montagem da equipe. Gabriel Valongo, Sérgio Mota e Luiz Otávio estão suspensos e não jogam. Além de suspenso por cartão, o zagueiro Luiz Otávio sofreu uma fratura no braço no jogo diante do Londrina e só deverá voltar a atuar nas rodadas finais da Série B. Outro que pode ficar de fora é o atacante Hugo. O artilheiro da equipe na competição nacional se recupera de uma lesão muscular e não tem sua presença confirmada.

Necessitando vencer, Náutico vai com desfalques importantes para Lucas do Rio Verde

Depois de ganhar seis jogos seguidos, o Timbu vai mais uma vez terá uma missão difícil. O time do Luverdense tem um bom retrospecto dentro de seus domínios e, além disso, o clube pernambucano tem os desfalques de dois dos seus principais jogadores. O atacante Roni e o meia Vinícius tomaram o terceiro cartão amarelo contra o Ceará, na rodada passada, e não enfrentam o LEC.

"É a primeira vez que muda o ataque com Givanildo. Mas eu acho que não vai mudar em nada porque Renan e Mamute têm tanta qualidade quanto o Rony e o Vinicius. Eles estarão empenhados e vai dar tudo certo", disse o zagueiro Igor Rabello

Após as vitórias de Avaí e Londrina, na última terça-feira (18), o time de Conselheiro Rosa e Silva saiu do G-4 e precisa derrotar o Luverdense se quiser voltar ao grupo dos quatro melhores colocados. Com 51 pontos, o Timbu segue forte na briga pelo acesso.

"Não podemos dizer que somos quinto, nós estamos agora no  quinto. O Náutico ainda vai jogar. Tem que esperar a gente jogar para saber se a gente voltaou  não. O lance de você ficar dependendo do desempenho dos outros é algo que eu venho conversando com eles. É ruim ficar jogando e pensando nos outros. Torcer contra os outros a gente tem, mas ficar na dependência, não. Nossa parte agora é ganhar da Luverdense. A seriedade tem que continuar. Não pode nunca achar que já chegou", declarou o treinador Givanildo Oliveira, falando também sobre a partida desta sexta-feira.

"Para nós, é mais um jogo. Mais uma situação que nós temos que ganhar. Temos que entrar nessa condição de somar mais três pontos para somar 54 de 64, que talvez chegue em quarto lugar. Se não me engano, até um empate com um ponto a gente volta para o G-4", completou.