Já rebaixado, Tupi recebe Náutico buscando tirar alvirrubros da disputa pelo acesso

Galo joga para atrapalhar a vida do Timbu, que necessita de uma vitória para seguir na briga pelo G-4

Já rebaixado, Tupi recebe Náutico buscando tirar alvirrubros da disputa pelo acesso
(Foto: Divulgação/Náutico)
Tupi-MG
Náutico
Tupi-MG: Rafael Santos; Douglas, Gabriel Santos, Bruno Costa e Luiz Paulo; Renan, Serrato e Marcel, Sávio e Jonathan; Giancarlo. Técnico: Cirico
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza, Esquerdinha e Vinícius; Rony e Bergson. Técnico: Givanildo Oliveira
ÁRBITRO: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)

Neste sábado (19), às 17h30 (horário de Brasília), no estádio Municipal Radialista Mário Helênio, Tupi e Náutico se enfrentam pela 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida é de extrema importância principalmente para os visitantes, que querem a vitória a qualquer custo para continuar sonhando com o acesso.

Vindo de uma derrota para o Atlético-GO, o Tupi quer repetir a boa apresentação, que quase complicou a vida do campeão da Série B e deseja vencer o time pernambucano para terminar o campeonato de forma digna. Nas duas últimas rodadas da competição, o Galo quer atrapalhar a vida dos adversários.

Pelo lado alvirrubro a história é um pouco diferente. Depois de reclamar muito da arbitragem duvidosa diante do Avaí, onde o Timbu perdeu e deixou o G-4 mais longe, a equipe comandada por Givanildo Oliveira vem confiante em uma vitória.

Por suspensões, Tupi não terá dois tituares

O técnico Cirico não poderá repetir a equipe titular que jogou diante do Atlético-GO, na última rodada. Isso porque dois jogadores levaram o terceiro cartão amarelo e estão vetados para o confronto diante do Náutico, neste sábado (19).

Na movimentação desta quinta-feira (17), Cirico colocou nas vagas dos suspensos Henrique e Recife, Douglas e Marcel, respectivamente. Os atletas começaram o coletivo no considerado time titular e devem atuar desde o início.

Já o meia Jonathan, um dos destaques do time de mineiro nesta Série B, foi poupado da atividade e apenas deu voltas em torno do gramado. Porém, o atleta não preocupa para a partida.

"A gente fica triste por ter acontecido isso, mas são coisas que acontecem no futebol. Daqui para frente a gente tem que honrar não só o nome, mas a instituição, fazendo dois jogos que deixem outra cara, uma esperança para o ano que vem. Que o clube possa se reestruturar, que os jogadores que ficarem possam ajudar e honrar a instituição. A gente tem que mostrar um pouco mais da garra e que a gente tentou até o final nesses dois últimos jogos para que fique uma boa imagem para o clube e para a cidade", afirmou Jonathan, falando também da sua participação na competição nacional.

"Fico feliz, é a primeira Série B que eu jogo. Venho me esforçando ao máximo, procurei sempre me cuidar para não ter lesões, não perder jogos. Graças a Deus consegui, não só quando cheguei com o Drubsky, mas com o Ricardo e agora com o Júlio, me manter na titularidade. Ajudo muito meus companheiros em campo, tanto para atacar quanto para defender, e isso me ajudou a sair na frente", completou.

Náutico apenas com uma mudança para a partida

O clube pernambucano não depende só de si mesmo para conseguir o acesso à Série A, mas quer fazer sua parte e vencer os dois próximos jogos. E para o confronto contra o Galo Carijó, o técnico Givanildo Oliveira não teve muitos problemas para escalar o time. Apenas o meia Marco Antônio, com cansaço muscular, está vetado pelo departamento médico. 

Para ocupar a vaga de Marco Antônio, Esquerdinha foi o escolhido. Desde que Giva assumiu o Náutico, Renan Oliveira vinha entrando sempre antes do meia, mas para esta partida, Esquerdinha será o titular. O último jogo de Esquerdinha como titular foi ainda na 2ª rodada da Série B, contra o Vila Nova, na Arena de Pernambuco.

"Sempre que perdemos fora conseguimos nos recuperar aqui na Arena, porém lembrei eles que, o nosso maior erro, foi não ter vencido o Bahia na 24ª rodada. Hoje estaríamos com mais dois pontos, já eles com um a menos de agora, além de uma vitória a mais. No entanto, isso já ficou para trás e temos que buscar os três pontos, para seguirmos em busca do acesso", declarou Givanildo.