Jovem promessa da Venezuela é a única mulher indicada ao Prêmio Puskás

Daniuska Rodríguez tem 17 anos e defende a seleção do seu país; indicação é a primeira da história do futebol venezuelano

Jovem promessa da Venezuela é a única mulher indicada ao Prêmio Puskás
Foto: Reprodução/Youtube

De bicicleta, trivela, cabeça, voleio, com um toque rasteiro, em cobrança de falta, de pênalti, por cobertura, com ou sem finta, não importa. Durante um jogo de futebol, o que vale mesmo é mandar a bola para o fundo da rede. Mas depois que a partida passa, as verdadeiras pinturas não são facilmente esquecidas – e aí nem toda “bola na rede” fica simplesmente nisso.

Para coroar o gol mais bonito do ano, considerando o período entre 30 de setembro de 2015 e 30 de setembro de 2016, a Fifa anunciou os dez indicados ao Prêmio Puskás, na última segunda-feira (21). Em meio a nove homens, chegou sem pompa, mas com muito talento, Daniuska Rodriguez, uma jovem e promissora atleta do futebol venezuelano. Essa é a primeira vez que algum jogador do país é indicado ao Puskás.

Especial VAVEL: especialistas analisam e discutem o espaço feminino no futebol brasileiro

Com apenas 17 anos, Daniuska concorre com jogadores como Lionel Messi Neymar, pelo belíssimo gol marcado com a camisa da Venezuela contra a Colômbia, no dia 14 de março deste ano, pelo Campeonato Sul-americano Sub-17. Qualquer tentativa que busque descrever o lance pode ainda não dar conta de relatar tamanho talento e primorosa técnica por parte da atleta, que recebeu longo cruzamento pela direita, dominou, e fez o que quis para cima de três marcadoras antes de chutar para o gol. Veja o lance abaixo:

                                                  

Depois do feito contra as colombianas, Daniuska ajudou a Vinotinto, como é chamada a seleção da Venezuela, a conquistar o Sul-americano Sub-17. A volante foi uma das jogadoras de destaque da competição, com seis gols. Com o título, a Vinotinto se classificou para a Mundial Sub-17, na Jordânia, que aconteceu em outubro, mas um rompimento do ligamento cruzado do joelho direito de Daniuska a tirou da disputa.

A votação para eleger o gol mais bonito do ano é aberta, podendo ser feita pelo site da Fifa, e a lista dos dez nomes será condensada para seguir com os três mais votados no dia 2 de dezembro. A divulgação do vencedor acontecerá durante a Fifa The Best, no dia 9 de janeiro, em Zurich, na Suíça, cerimônia que anuncia o melhor jogador do mundo. Para votar no gol de Daniuska Rodriguez, clique neste link.

Daniuska Rodriguez foi campeã em casa, já que a Venezuela sediou o Sulamericano Sub-17 (Foto: telearagua.com)

Bastante habilidosa, a venezuelana é tímida e tranquila, mas tem forte personalidade em campo. É uma jogadora rápida, ágil e inteligente. Ao fim da Copa do Mundo que disputou em 2014, disse que seu sonho é jogar nos Estados Unidos, lugar de futebol feminino de altíssimo nível. Ao lado de jogadoras como Deyna Castellanos, é uma das joias da Vinotinto.

Histórico

Daniuska nasceu em Ciudad Ojeda e ainda muito nova se mudou com a família para Valencia, em Carabobo. Cresceu jogando futebol com meninos na rua, e em 2013 entrou para a escola de esportes Secasports. Através disso, um ano depois, foi convocada para defender a seleção sub-17 na Copa do Mundo da modalidade, em 2014. Atualmente, Daniuska joga na Academia San Diego, em Carabobo.

Presença feminina no Puskás

Desde a primeira edição do Prêmio Puskás, em 2009, somente na primeira não houve uma mulher entre os indicados. Mas ainda assim, a presença feminina no quadro é bastante sutil. Todas as edições contam com apenas uma mulher, excetuando a de 2013, que apresentou duas.

No Puskás de 2010, que teve o turco Hamit Altintop como vencedor, a jogadora Yokohama, do Japão, apareceu protagonizando a primeira indicação de uma mulher ao prêmio. No lance levado em conta, ela recebeu a bola na intermediária, driblou a marcação de quatro atletas e fez o gol.

No ano seguinte, foi a vez da norte-americana Heather O’Reilly disputar o Puskás. O gol considerado foi um chute de fora da área, que fez uma bela curva até o fundo da rede, em partida contra a Colômbia, pela Copa do Mundo. Nesta edição, Neymar foi campeão, jogando ainda pelo Santos.

Em 2012, a mexicana Olivia Jimenez concorreu com um chute de longa distância – cerca de 35m – bem no ângulo, marcado contra a Suíça na Copa do Mundo Sub-20. Quem acabou levando o prêmio foi Miroslav Stoch, com um gol vestindo a camisa do Fenerbaçhe, da Turquia.

O ano com duas indicações foi 2013. Lisa de Vanna, da Austrália, apareceu na lista com um chute por cobertura, feito de antes do meio-campo. Com um gol de fora da área no ângulo, a francesa Louisa Necib foi a outra mulher indicada. Nesse ano, o gol eleito como mais bonito foi o do sueco Zlatan Ibrahimovic.

Na edição de 2014, Sthepanie Roche disputou o gol mais bonito com um lindo lance. Ela recebeu a bola de costas para sua marcadora, levantou com a perna direita, deu um chapéu na adversária com a esquerda, fez o giro e arrematou no gol. O colombiano James Rodríguez ficou com o gol mais bonito.

No ano passado, quem apareceu entre os indicados foi a norte-americana Carli Lloyd, com uma pintura contra o Japão, pela Copa do Mundo. Depois da seleção dos Estados Unidos roubar a bola no seu campo de defesa, a atleta partiu em contra-ataque, driblou uma japonesa, e do meio de campo soltou um chute por cobertura. O título ficou com o brasileiro Wendell Lira, que fez um belo gol pelo Goianésia.


Confira os nomes dos outros indicados para o Prêmio Puskás 2016

Lionel Messi (Argentina)

Estados Unidos x Argentina pela Copa América Centenário, 21/06/2016

Neymar (Brasil)

Barcelona x Vilarreal pelo Campeonato Espanhol, 08/11/2015

Saúl Ñíguez (Espanha)

Atlético de Madrid x Bayern de Munique, pela Liga dos Campeões, 27/04/2016

Marlone (Brasil)

Corinthians x Cobresal pela Libertadores, 21/04/2016

Mario Gaspar (Espanha)

Espanha x Inglaterra em um amistoso, 13/11/2015

Hlompho Kekana (África do Sul)

Camarões x África do Sul pela Copa Africana de Nações, 26/03/2016

Hal Robson Kanu (País de Gales)

País de Gales x Bélgica pela Eurocopa, 01/07/2016

Simon Skrabb (Finlândia)

Gefle x Åtvidaberg pelo Campeonato Sueco, 31/10/2015

Mohd Faiz Ssubri (Malásia)

Penang x Pahang pelo Campeonato Malaio​, 16/02/2016