Mercado da bola: 15 jogadores que podem reforçar seu time no Brasileirão 2017

Atletas encostados nos seus clubes e que ainda não disputaram o limite de partidas viram opções no mercado

Mercado da bola: 15 jogadores que podem reforçar seu time no Brasileirão 2017
Conca é uma das opções no atual mercado nacional (Foto: Getty Images)

O Campeonato Brasileiro segue a todo vapor e os clubes ainda se movimentam para reforçar seus elencos. Com a janela internacional fechada para contrações de jogadores que atuam no exterior, a saída é buscar atletas que jogam no Brasil e que ainda não completaram o limite de sete jogos pelo clube atual.

Listamos 15 jogadores que ainda não disputaram sete partidas por seus times e ainda podem vestir outras camisas neste Brasileirão.

1 – Marcos Rocha (Atlético Mineiro)

O lateral direito é um dos grandes nomes do Atlético MG e foi peça importante na conquista da Libertadores 2013, no entanto a má fase atleticana e as constantes mudanças no elenco fizeram com que Marcos Rocha não repetisse as boas atuações que o credenciaram a uma vaga na seleção brasileira. O lateral atuou em cinco partidas pelo time de Belo Horizonte. Recentemente teve seu nome cogitado do São Paulo.

2- Leonardo Silva (Atlético Mineiro)

Assim como Marcos Rocha o zagueiro e capitão esteve presente nas grandes conquistas do Galo, porém as contusões atrapalharam sua continuidade na equipe. Com apenas quatro jogos disputados neste Brasileirão, o zagueiro está apto a se transferir para outra equipe.

3 – Felipe Gedoz (Atlético Paranaense)

Segunda contratação mais cara da história do Atlético Paranaense, Gedoz custou 1,2 milhão de euros aos cofres do Furacão, no entanto o meia de 23 anos ainda não correspondeu. Em 16 jogos pelo clube do Paraná, Gedoz marcou cinco gols, três deles pela Libertadores e o último contra o Grêmio, na eliminação da Copa do Brasil. O atleta chegou a ser especulado em outros clubes por empréstimo.

4 – Hernane (Bahia)

O Brocador sofreu uma grave lesão durante a Copa do Nordeste e nem sequer estreou pelo Brasileirão, a previsão de três meses longe dos gramados se encerra no mês que vem. Dedicado aos treinos, Hernane pode voltar aos campos em agosto, podendo se transferir para outros clubes.

5 – Jefferson (Botafogo)

Uma das peças importantes no elenco do Botafogo e com serviços prestados à Seleção Brasileira, Jefferson é um dos melhores goleiros no Brasil, porém com a chegada de Gatito Fernandez o atleta brasileiro perdeu espaço no time de Jair Ventura, tendo disputado apenas cinco partidas nesse campeonato.

6 – Diego Renan (Chapecoense)

O lateral com passagens por Vitória e Cruzeiro chegou à Chapecoense em janeiro a pedido do então técnico Vágner Mancini, porém com demissão do comandante, Diego Renan perdeu espaço e hoje enfrenta o banco de reservas do time catarinense. O atleta atuou em cinco oportunidades nesse campeonato.

7 – Giovanni Augusto (Corinthians)

Uma das contratações mais caras do Corinthians no ano passado, Giovanni Augusto ainda busca afirmação no time paulista. Com a lesão de Jádson, o camisa 17 foi titular nas últimas duas partidas do Timão, fato novo que pode dificultar a saída do meia. Em março, Giovanni Augusto teve seu nome ligado ao Internacional em uma possível troca com Valdívia, o negócio não andou.

8 – Anderson (Coritiba)

O meia ex Internacional e Manchester United chegou ao Coritiba no começo do ano, mas ainda não se firmou no clube paranaense. Hoje reserva, o meia disputou cinco partidas pelo Coxa, podendo ser alvo de especulações no mercado nacional.

9 – Dedé (Cruzeiro)

Eleito o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro por três vezes (2010, 2011 e 2013). Dedé chegou à Raposa em 2013 sendo o maior investimento feito pelo Cruzeiro na aquisição de um atleta, cerca de R$ 14 milhões por 45% dos direitos econômicos. O zagueiro foi fundamental na conquista do bi campeonato cruzeirense, no entanto uma série lesões tiraram o atleta dos gramados. Dedé disputou apenas três jogos do Brasileirão 2017.

10 – Conca (Flamengo)

O meia argentino chegou ao Flamengo como grande nome para fazer dupla com Diego no meio campo rubro negro. Com uma grave lesão no joelho e a chegada de outros nomes, Conca perdeu espaço no time de Zé Ricardo. O atleta pertence ao Shangai SIPG, uma saída para outro clube teria de ser negociada com os chineses.

11 – Rômulo (Flamengo)

Rômulo é outro jogador do Flamengo que chegou no início da temporada e ainda não convenceu na Gávea. O volante chegou ao Flamengo após rescisão amigável com o Spartak Moscow e chegou sem custos. Recentemente teve seu nome especulado no futebol turco.

12 – Erik (Palmeiras)

O atacante de 22 anos chegou ao Palmeiras após boas atuações no Goiás, porém as várias opções ofensivas no Alviverde fizeram com que Erik não se firmasse, tendo apenas nove partidas oficiais no ano, nesse Brasileiro foram seis jogos. Antes do campeonato o atacante quase foi emprestado ao Vitória.

13 – Ricardo Oliveira (Santos)

Após ficar 53 dias fora dos gramados se recuperado de uma lesão no tornozelo e uma pneumonia, o artilheiro santista voltou a ser titular na eliminação para o Flamengo pela Copa do Brasil. No Brasileirão, sua última partida foi no dia 3 de junho na derrota por 2 a 0 para o Corinthians. O atacante de 37 anos tem quatro jogos na competição.

14 – Wesley (São Paulo)

São Paulo e Wesley já negociam a rescisão de contrato e o volante não deve ficar no Tricolor, no entanto o acordo não foi fechado até o momento. Com atuações abaixo do esperado e perseguido por parte da torcida, o volante está com caminho livre para negociar. Afim de reduzir a folha salarial, o São Paulo está disposto até a pagar metade dos vencimentos do atleta, caso seja emprestado.

15 – Diego Cavalieri (Fluminense)

Perseguido pela torcida, o goleiro fez sua última partida como titular na eliminação do Fluminense na Copa do Brasil, na ocasião saiu do Maracanã sob vaias. Hoje reserva, Cavalieri fez apenas três partidas pelo Tricolor das Laranjeiras e pode ser uma boa opção para quem busca solução para a meta.

Futebol Brasileiro