Luverdense bate Juventude e se aproxima de saída do Z-4

Marcos Aurélio marcou logo aos três minutos e garantiu quinto triunfo do time mato-grossense na Série B

Luverdense bate Juventude e se aproxima de saída do Z-4
Jogadores comemoram com Marcos Aurélio o gol da vitória do Luverdense (Foto: Leonardo Heitor/Luverdense EC)
Luverdense
1 0
Juventude
Luverdense: Diogo Silva; Gabriel Passos, Neguete, William, Paulinho; Marcos Aurélio (Guly), Moacir, Sérgio Mota (Alaor Junior); Rafael Ratão (Raphael Macena), Rafael Silva e Douglas Baggio | Técnico Júnior Rocha
Juventude: Oliveira; Vidal, Wanderson, Micael, Maurício; Fahel (Felipe Lima [Ramon]), Lucas, Leílson, Juninho Silva; Caprini e João Paulo (Caion) | Técnico Gilmar Dal Pozzo
Placar: 1-0, 3' 1T, Marcos Aurélio
ÁRBITRO: Jaílson Macedo Freitas, auxiliado por Alessandro Álvaro Rocha de Matos e Paulo de Tarso Bregalda Gussen | Cartões Amarelos: Sérgio Mota, William; Fahel, Maurício
INCIDENCIAS: Partida válida pela 20° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Mostrando forças para reagir na Série B, o Luverdense conseguiu na noite desta terça-feira (08) uma bela vitória no Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde. Com gol de falta de Marcos Aurélio, o time mato-grossense bateu o Juventude em jogo válido pela primeira rodada do returno e aproximou-se de sair do Z-4.

O time do técnico Júnior Rocha sobe agora uma colocação, ficando em 17° com 23 pontos ganhos. Já o Jaconero mantém-se na quinta colocação com 31, podendo ainda nessa rodada perder posição para o Guarani e também para o CRB.

Na próxima rodada, o Papo volta para Caxias do Sul, onde irá receber o Vila Nova (3°), com quem não saiu do zero no primeiro turno. O alviverde mato-grossense, por sua vez, irá até Maceió para encarar o CRB (8°), com quem empatou por 1 a 1 em Maio.

Luverdense marca aos 3' e sustenta pressão

No começo da partida, era nítido que a disposição do Juventude estava em alta. Querendo mostrar serviço ao técnico Gilmar Dal Pozzo, os Jaconeros tentaram segurar o ímpeto do Luverdense com faltas. Numa delas, Juninho derrubou Rafael Ratão aos três minutos, e viu Marcos Aurélio cobrar a falta com perfeição, no canto direito de Oliveira, que foi pego no contrapé e só pôde ver a bola entrando.

Marcando o gol cedo, o time da casa descansou, e viu o Papo chegar com força nos lances seguintes, efetuando diversos cruzamentos. Foi assim que Caprini teve grande chance ao receber a bola de Fahel, mas ele chutou em cima da zaga.

Continuando a pressionar, o time visitante conseguia cavar diversas faltas e escanteios, cruzando bolas que os zagueiros Neguete e William afastavam com propriedade. Em um lance de contra ataque, o time de Júnior Rocha quase marcou com Paulinho, que recebeu cruzamento e chutou no canto esquerdo para bela defesa de Oliveira. No rebote, a zaga tirou o perigo.

As últimas boas chances do primeiro tempo vieram depois dos 40'. Em mais uma falta na intermediária, Leílson cruzou, a zaga afastou parcialmente e Fahel devolveu para o bico da área, de onde Juninho bateu forte e a bola passou à esquerda do gol de Diogo Silva

Minutos depois, William cometeu falta em Caprini na entrada da meia lua. Leílson cobrou na barreira, e não houve mais tempo para nada, encerrando-se assim um primeiro tempo de muita pressão dos visitantes, mas vantagem do Luverdense no placar.

Mudança de postura e vitória garantida

Voltando para a segunda etapa, o técnico Júnior Rocha notou a pressão do Juventude na primeira etapa e subiu as linhas de marcação, deixando seu time mais ofensivo e acalmando o jogo, que antes era muito corrido.

A mudança surtiu efeito e o time mato-grossense conseguiu jogar mais pelos lados. Desta maneira, Rafael Ratão sofreu falta na ponta esquerda. Marcos Aurélio cobrou baixo e Paulinho se jogou de peixinho, cabeceando de costas e assustando o goleiro Oliveira, que espalmou para escanteio.

Na sequência do lance, o Jaconero retomou a posse e tentou atacar, mas Paulinho já estava na defesa para afastar. Ele fez ligação direta para o campo de ataque e o zagueiro Wanderson se atrapalhou ao tentar recuar. A bola sobrou para Rafael Silva, que finalizou e viu Oliveira sair em seus pés para salvar o time gaúcho.

(Foto: Leonardo Heitor/Luverdense EC)
(Foto: Leonardo Heitor/Luverdense EC)

Vendo seu time perder terreno, Gilmar Dal Pozzo também mexeu para tentar ir para o ataque, e com entradas de Felipe Lima Caion, conseguiu ter mais posse. Aos 30', os dois substitutos fizeram boa jogada, e no cruzamento do meia, Caion teve tempo de dominar e bater por cima do gol de Diogo Silva.

As tentativas do time visitante eram iguais às do primeiro tempo: cruzamentos e lançamentos no ataque. E assim como na primeira etapa, a zaga do Luverdense afastou tudo, consagrando-se e garantindo a quinta vitória do time na competição.


Share on Facebook