Embalados por resultados positivos, Botafogo e Vitória travam duelo no Brasileirão

Alvinegro receberá o Rubro-Negro buscando continuar na liderança do returno e tentar chegar perto do G4; Vitória, por sua vez, tenta se afastar da zona de rebaixamento

Embalados por resultados positivos, Botafogo e Vitória travam duelo no Brasileirão
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo
Botafogo
Vitória
Botafogo: Gatito Fernandez; Luis Ricardo, Igor Rabello, Carli, Victor Luis; Rodrigo Lindoso (Léo Valencia), Matheus Fernandes, Bruno Silva, João Paulo; Rodrigo Pimpão, Brenner. Técnico: Jair Ventura
Vitória: Caíque; Patric, Ramon, Wallace Reis, Geferson; Filipe Soutto, Uillian Correia, Yago; Neilton, Tréllez, David. Técnico: Vágner Mancini
INCIDENCIAS: Partida entre Botafogo e Vitória, válida 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Nilton Santos.

Buscando continuar com a boa fase, já que é o líder do returno do Campeonato Brasileiro, o Botafogo receberá o Vitória, nesse domingo (1), no Estádio Nilton Santos, em uma partida válida pela 26ª rodada do Brasileirão. O time baiano está apenas um ponto acima da zona de rebaixamento e precisa para vencer para se afastar dessa parte perigosa da tabela.

A equipe de Jair Ventura vem de uma grande vitória na última rodada, quando derrotou, de virada, o Coritiba no Couto Pereira, coisa que não conseguia fazer desde 2012. Com esse resultado, o Alvinegro chegou ao G6, com 40 pontos. O objetivo da equipe de General Severiano, como o próprio treinador já afirmou, é conquistar uma vaga na próxima da Libertadores de uma forma direita, ou seja, estando no G4.

O Vitória também não decepcionou na última rodada e conquistou uma grande vitória, já que viajou até Minas Gerais e conseguiu derrotar, com autoridade, o Atlético Mineiro. E esse é uma das características dessa equipe de Vágner Mancini: apesar de ser o segundo pior mandante da competição, joga muito melhor longe do Barradão – nesse ano, por exemplo, derrotou o Corinthians em sua Arena, em São Paulo.

No primeiro turno, as duas equipes protagonizaram uma grande partida: na Bahia, o Botafogo teve uma grande atuação no primeiro tempo, dominou e, graças a dois gols de Bruno Silva, foi com uma boa vantagem para o intervalo. O Vitória, porém não desistiu, foi ao ataque e, com gols de Gabriel Xavier e Kieza, conseguiu empatar a partida.

Botafogo: o que fazer para conseguir a quinta vitória seguida?

Apesar da grande fase e, provavelmente, o estádio com um bom público no Estádio Nilton Santos, as últimas noticias são muito ruins, já que Roger sofreu um tumor renal e não voltará mais aos gramados em 2017. Muito querido pela torcida, pelos funcionários e pelos jogadores, o atacante fará falta, já que vinha em um momento, com 10 gols marcados nesse Brasileirão. Nas redes sociais, companheiros e outras equipes da Série A mandaram mensagens desejando força ao atleta.

Além do atacante, Arnaldo também será desfalque, por ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o Coritiba. Com os desfalques, a tendência é a de que Luis Ricardo e Brenner ganhem chances no time titular. A boa notícia, porém, fica pela volta de Rodrigo Pimpão, que ficou de fora da última partida por conta de dores musculares, mas que treinou normalmente e está apto fisicamente para participar do jogo.

Brenner receberá uma chance no ataque do Botafogo (Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)

Jair Ventura elogiou demais a postura do Vitória, que vem se recuperando no campeonato, mostrando grandes atuações. “Fica visível a maneira do Vitória jogar. São jogadores muito leves ali na frente, é um time que não quer a bola, mas faz a transição muito fácil. É uma estratégia. Vem dando certo. Sabemos da força ofensiva do adversário. Também tem o poder de defender. Eles conseguem grandes resultados. Já vamos sabendo do veneno. Temos que conseguir não ser mordidos, contaminados pelo veneno. Queremos surpreendê-los - disse Jair, que também destacou a defesa do Rubro-Negro baiano, com apenas sete gols sofridos nos últimos nove jogos.”, disse.

Com desfalques, Vitória tenta continuar surpreendendo

Se jogar contra o Botafogo no Rio de Janeiro já seria, teoricamente, complicado, com os desfalques em excesso do treinador Vágner Mancini será mais difícil ainda. Fernando Miguel, Caique Sá, Kanu, Juninho, Carlos Eduardo, Willian Farias e Junior estão de fora da partida. Com todos esses desfalques, Ramon deverá ser recuado para jogar no lugar de Kanu, fazendo com que Filipe Soutto assuma uma vaga no meio campo da equipe rubro-negra.

Neilton foi importante nos últimos dois anos no Botafogo (Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)

A partida será marcada por um grande reencontro: nos últimos dois anos, Neilton esteve presente em toda essa história do Botafogo, ajudando a equipe a sair da segunda divisão e sendo uma peça fundamental da equipe do ano passado, quando conquistou a vaga para a Taça Libertadores. Muito identificado com o clube, ainda mantém contato com muitos jogadores do elenco.

“Acho que vai ser um jogo muito estudado. As duas equipes têm uma maneira muito próxima de jogar, por isso vamos ter um pouco de dificuldade. O Botafogo é um time que gosta de jogar no campo de ataque, com posse de bola, mas também é um time de saída rápida em contra-ataque, passa muito bem da linha da bola. Os times jogam de forma igual. Agora, vamos enfrentar uma equipe que está com o Jair Ventura há muito tempo, são quase dois anos. Natural que o Botafogo tenha um pouco mais de rodagem, que os atletas se conheçam melhor. O Vitória tem feito bons jogos fora de casa. Espero que mantenhamos isso para aumentar nossa margem de pontos.”, disse o treinador Vágner Mancini.

 

Futebol Brasileiro