Lourency lamenta novo empate em casa e aceita vaias: "Eles têm o direito de protestar"

Atacante reconhece que empate do Vila Nova com o Santa Cruz foi ruim, mas não desiste da briga pelo acesso: "Acredito que não tem nada perdido"

Lourency lamenta novo empate em casa e aceita vaias: "Eles têm o direito de protestar"
Lourency lamenta empate do Vila Nova contra o Santa Cruz. (Foto: Divulgação/Vila Nova F.C)

O Vila Nova segue se afastando do G-4 da Série B. Nessa terça-feira (7), o Tigrão deixou escapar a vitória mais uma vez jogando no Estádio Serra Dourada e fazendo com que a equipe colorada fosse vaiada pela sua própria torcida. O empate por 1 a 1 diante do Santa Cruz, 18º colocado, deixou o Vila na 6ª colocação, com 52 pontos, três atrás do Paraná, último time dentro do G-4.

Um dos alvos do torcedor vilanovense presente no estádio foi o atacante Lourency. O atleta que pertence á Chapecoense e está emprestado ao Vila Nova reconheceu que o resultado não foi bom para o clube e aceitou as vaias.

"Eles têm o direito de protestar. Empatamos em casa, onde o Vila Nova é forte", declarou Lourency.

Vila Nova tropeça no desesperado Santa Cruz e segue fora do G-4 da Série B

Mesmo com o empate, o jogador não jogou a toalha em relação á acesso e acredita no potencial da equipe vilanovense para alcançar esse objetivo no Brasileirão da Série B. "A gente vai continuar lutando enquanto tiver possibilidade. Acredito que não tem nada perdido, enquanto tivermos chances, vamos lutar. Fica uma decepção por esses resultados em casa. Mas é continuar trabalhando, enquanto a gente tiver chance, vamos lutar", completou.

O próximo jogo do Vila será contra o líder Internacional, no próximo sábado (11), ás 16h30, horário de Brasília, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).