Retrospectiva VAVEL: após 2016 quase desastroso, Oeste bate na trave em 2017

Rubrão evitou rebaixamento à Série C só na última rodada da temporada passada, mas ressurgiu com forças e ficou próximo do acesso inédito à elite na atual

Retrospectiva VAVEL: após 2016 quase desastroso, Oeste bate na trave em 2017
Crédito da foto: Divulgação/Oeste FC

O ano de 2017 foi marcado por reviravoltas no futebol, tanto brasileiro como mundial. O Oeste, por exemplo, evitou o rebaixamento à Série C na última rodada em 2016 e ficou muito próximo de um acesso inédito à elite, se recuperando de eliminação na 2ª fase da Copa do Brasil e ter ficado ainda na 1ª da Série A-2 do Paulistão, finalizando na 11ª posição.

Eliminação na segunda fase em estreia

O Oeste, por estar disputando a segunda divisão do Estadual, teve que depender do ranking da CBF para garantir a vaga pela primeira vez em sua história na Copa do Brasil. Em 15 de fevereiro, foi a Nova Friburgo visitar o Friburguense e levou a melhor pelo placar mínimo, com gol do artilheiro Mazinho.

Paulistas foram goleados pelo Colorado no Beira-Rio e deram adeus ao certame nacional (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)
Paulistas foram goleados pelo Colorado no Beira-Rio e foram eliminados (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Na fase seguinte, entretanto, teve um adversário de grande nível e fora de casa novamente. Rival de divisão nacional, o Internacional mostrou a superioridade já esperada e construiu o placar ainda durante a etapa inicial, consolidando a goleada por 4 a 1 no segundo tempo, fazendo a equipe paulista dar adeus ao certame.

Retrospecto ruim garante nova eliminação

Advindo da elite estadual, os rubro-negros buscaram fazer bate-volta e mais uma vez fracassaram na temporada. Nas primeiras cinco rodadas da Série A-2 do Campeonato Paulista, foram somente cinco pontos em 15 disputados, gerando desconfiança por parte de sua torcida. Mesmo assim, a diretoria acreditou no trabalho de Roberto Cavalo, que estava substituindo Vilson Tadei, técnico em apenas quatro partidas.

Triunfo sobre Massa Bruta, em Bragança Paulista, foi fundamental para evitar queda
Triunfo sobre Massa Bruta, fora de casa, foi essencial para evitar queda (Foto: Rafael Moreira/CA Bragantino)

Mais cinco duelos foram realizados pelo Rubrão e outros cinco pontos garantidos, totalizando dez e a zona do rebaixamento seguindo como realidade. O alívio veio quando o time engatou uma série invicta e, por isso, ficou próximo de deixar a degola. A saída das últimas colocações, inclusive, veio com uma sequência de três vitórias, que o deixou na 10ª posição, evitando assim o descenso.

Rubrão supera erros, mas acesso escapa no fim

Última cartada da agremiação itinerante, para salvar o ano, foi na Série B. Após estrear perdendo para o Paysandu em Belém, o Oeste engatou uma sequência de oito confrontos sem ser derrotado e deu indícios de que teria boa fase na competição nacional após evitar a queda apenas na última rodada no ano passado.

Os rubro-negros paulistas fecharam o primeiro turno com seis vitórias, nove empates e só quatro derrotas, acumulando um total de 47,4% de aproveitamento. A partida mais marcante foi o triunfo diante do Santa Cruz, na Arena Barueri, por 2 a 0, com golaço do meia Fernando Aguiar de antes do meio-campo.

Rubrão encerra primeira metade da Segundona na 11ª colocação e com 27 pontos (Foto: Divulgação/Oeste)
Rubrão encerra primeira metade da Segundona na 11ª colocação e com 27 pontos (Foto: Divulgação/Oeste)

A segunda metade da Segundona foi amplamente melhor para o clube de Itápolis, mesmo que tivesse atuado em Barueri. Dos 19 confrontos, a equipe conseguiu duas largas séries sem ser derrotada, totalizando a marca de 32 pontos ganhos, sendo o 6º melhor pontuador. As chances de vaga, contudo, encerraram após perderem para o ABC por 2 a 0 no Frasqueirão na 37ª rodada.

O que deu ainda mais motivação ao Oeste durante o returno foi bater, em sequência, o Londrina por 4 a 1 em seus domínios e o América-MG distante deles por 2 a 1. Os resultados positivos deixaram o escrete só dois pontos atrás do G-4, o qual perseguiram até as últimas rodadas e sem desacreditar, porém sem sucesso. 

Revés para já rebaixado ABC acaba com chances do Rubrão ir à elite (Foto: Andrei Torres/ABC FC)
Revés sofrido diante de já rebaixado ABC acaba com chances do Rubrão ir à elite (Foto: Andrei Torres/ABC FC)