Seleção VAVEL do Campeonato Brasileiro 2017

Campeão Corinthians é representado por quatro jogadores, incluindo o craque Jô, além do técnico; seis times no total são representados entre os melhores do Brasileiro

Seleção VAVEL do Campeonato Brasileiro 2017
Seleção VAVEL do Brasileirão 2017

A dominante campanha do Corinthians, que liderou grande parte da competição, apesar de um momento de instabilidade do começo do segundo turno, coroou o time paulista com seu sétimo título do Brasileirão. Deixando para trás times com mais investimento, o Timão se tornou o maior campeão nacional considerando desde 1971, quando o torneio ganhou a nomenclatura de Campeonato Brasileiro, e também o time com mais títulos desde 2003, quando foram instaurados os pontos corridos. Nós da VAVEL Brasil, que acompanhamos toda a competição, elegemos a Seleção com os destaques do campeonato.

Citado como 'quarta força paulista', Corinthians surpreende e vira número um do Brasil

SELEÇÃO VAVEL BRASIL DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2017

Vanderlei (Santos)
Fagner (Corinthians) - Balbuena (Corinthians) - Geromel (Grêmio) - Diogo Barbosa (Cruzeiro)
Arthur (Grêmio) - Hernanes (São Paulo) - Thiago Neves (Cruzeiro)
Dudu (Palmeiras) - (Corinthians) - Bruno Henrique (Santos)
Técnico: Fábio Carille (Corinthians)

O craque

Desacreditado no começo da temporada, e em alguns momentos reserva de Kazim, o atacante Jô fez um dos melhores anos da sua vida. Com 18 gols marcados no Brasileiro em 34 jogos, o jogador de 30 anos foi um dos poucos do Corinthians que não teve seu nível de atuação prejudicado nem na pior fase do time no Brasileirão. Foi decisivo e uma das principais peças do heptacampeonato corintiano. Em oito partidas, o centro-avante marcou gols que definiram o resultado, garantindo assim, diretamente 18 pontos para sua equipe.

Jô, o filho de Itaquera: centroavante tem papel fundamental no título

Jô marcou 18 gols na campanha do título (Foto: Divulgação/Agência Corinthians)
Jô marcou 18 gols na campanha do título (Foto: Divulgação/Agência Corinthians)

A rev​elação

Aos 21 anos, o meio-campista Arthur já conquistou muito em sua carreira. O jogador do Grêmio, em sua primeira temporada integrado totalmente ao elenco principal, participou de 27 rodadas do Brasileiro, conquistou a Libertadores e também já foi convocado pela Seleção Brasileira. Infelizmente, por uma lesão na final da competição internacional, desfalcará o Tricolor no Mundial de Clubes.

Volante Arthur: da equipe de transição à peça-chave no time gremista

Arthur renovou contrato com o Grêmio até 2021 (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)
Arthur renovou contrato com o Grêmio até 2021 (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA)

Além do craque do campeonato, o Corinthians teve mais dois jogadores entre os melhores para a VAVEL. Representantes da melhor defesa da competição, o lateral-direito Fagner, 28, e o zagueiro Balbuena, 30, estão na Seleção. Cada um participou de 31 dos 38 jogos do time no Brasileiro. Além disso, o lateral deu três assistências e o zagueiro marcou quatro gols, contribuindo ofensivamente para a conquista alvinegra.

General paraguaio: Fabián Balbuena, um dos melhores zagueiros do Brasil

O comandante do título foi escolhido o melhor técnico da competição. Fábio Carille assumiu o time após o Corinthians não conseguir a contratação de suas outras opções e conduziu um desacreditado time, que se mostrou muito sólido para dois títulos, em sua primeira temporada como treinador: o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro.

Fábio Carille, o pupilo que surpreendeu o Brasil

Apesar da temporada abaixo do seu clube, o atacante Dudu, 25, manteve um grande rendimento na temporada. O capitão do Palmeiras marcou nove gols e deu cinco assistências em 26 jogos no Brasileirão, líder nos dois quesitos dentro da sua equipe.

Um dos pilares do Grêmio, o zagueiro Pedro Geromel, 32, mais uma vez, está entre os melhores do Brasileirão. Das 20 partidas disputadas pelo defensor no Brasileiro, o Tricolor só perdeu quatro. Em sua temporada de volta ao futebol brasileiro, atingiu a marca de 150 jogos com a camisa do time gaúcho.

Santos, apesar da decepcionante campanha, tem dois jogadores destacados entre os melhores desta edição do Brasileiro. O goleiro Vanderlei, 33, participou de 37 partidas na competição e brilhou em vários momentos, mostrando muito reflexo e concentração para segurar as pontas para o Peixe. Já o atacante Bruno Henrique, 26, marcou oito gols e ainda deu 11 assistências - líder nesse quesito ao lado de Gustavo Scarpa -, em sua primeira temporada de volta ao Brasil.

O Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil, coloca dois jogadores na Seleção do Brasileiro. O lateral Diogo Barbosa, 25, negociado com o Palmeiras para 2018, fez o seu segundo destacado Brasileirão, após atuar pelo Botafogo em 2016. Marcou um gol e deu quatro assistências, em 25 partidas. Já o experiente Thiago Neves, 32, voltou ao Brasil em alto nível. Em 32 jogos, foi o artilheiro - 10 gols -, além de ter sido o maior assistente - sete assistências - entre os jogadores da Raposa no Brasileirão.

O único representante de um clube que não terminou entre os melhores do Brasileiro, foi o meia Hernanes, do São Paulo. O jogador de 32 anos voltou ao Tricolor Paulista em um momento que o time lutava ferozmente contra o rebaixamento e mudou o patamar da equipe. No segundo turno, quando o meia já estava de volta, o SPFC só perdeu quatro partidas. Apesar de ter atuado em apenas 20 partidas, foi o artilheiro do time com nove gols e ainda forneceu três assistências.