Rafinha exalta bom momento no Bayern, mas confessa: "Vontade de voltar o Brasil é enorme"

Há 12 anos fora do país, jogador quer ficar perto da família, principalmente por causa das filhas

Rafinha exalta bom momento no Bayern, mas confessa: "Vontade de voltar o Brasil é enorme"
Rafinha tem muita moral no Bayern de Munique (Foto: Getty Images)

O lateral-direito Rafinha virou um alvo atrativo para a janela de transferências. O atleta do Bayern de Munique tem contrato até metade de 2018, e já recebeu uma proposta para renovar o vínculo por mais duas temporadas – até junho de 2020. Contudo, só decidirá seu futuro em janeiro.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes de São Paulo, Rafinha confirmou ter recebido ofertas de clubes brasileiros para atuar em 2018. O Cruzeiro está conversando com o representante do jogador no país, Lincoln Soares. Flamengo e Palmeiras também estão de olho em um possível acerto.

“Tenho essa proposta do Bayern para renovar por mais dois anos, mas eu, juntamente com meus empresários, pedi um tempo para pensar, porque estou com meu contrato acabando e tenho possibilidade de jogar em outros times da Europa e do Brasil também. Por isso pedi um tempo para pensar. A princípio era para termos uma reunião agora, nessa semana que passou, mas, como estávamos jogando quarta e sábado, ficou difícil. Espero que nessa semana, antes de eu poder viajar ao Brasil para as férias, a gente possa sentar e conversar para decidir meu futuro. Mas claro que já houve uma conversa e o clube já sabe da minha vontade. Então é esperar o que o Bayern vai me dizer para eu poder tomar um rumo para a próxima temporada”, disse.

Revelado pelo Londrina, começou a carreira no Coritiba, em 2003. Após dois anos transferiu-se para o Schalke 04, ficando até 2010. No ano seguinte, teve uma curta passagem pelo Genoa, da Itália. No mesmo período foi para Bayern de Munique. Nesse caminhada, já se foram 12 anos. Agora o paranaense, sente o desejo de jogar perto da família.

“Minha vontade de voltar para o Brasil é enorme, não só pelo fato de ter minha família aí, minhas filhas moram no Brasil, minha mãe, meus irmãos. Estou há muito tempo na Alemanha, e essa vontade de ficar perto dos meus familiares aumenta cada vez mais. Por outro lado, estou no melhor momento da minha carreira, tanto dentro de campo quanto fisicamente. Na minha vida também estou atravessando momentos maravilhosos. Estou pensando mesmo. Tenho boas ofertas da Europa, mas a vontade de voltar ao Brasil é enorme. Estou amadurecendo essa ideia há algum tempo, ela existe sim. Se não for agora, será breve. Espero que seja o mais perto do que eu penso”, declarou.

Com as notícias de sua a volta à tona, torcedores flamenguistas, cruzeirenses e palmeirense estão mandando mensagem para o lateral vir para o seu time. Porém, o camisa 13 pede calma.

“Me colocaram em uns três clubes. Todos os dias recebo mensagens de torcedores dizendo: Rafinha, você tem que voltar. Isso me deixa feliz, pois o carinho que eles têm por mim é enorme. Todos os dias eu recebo umas mil mensagens nas redes sociais. Estou muito contente, mas ainda tenho contrato no Bayern. Por respeito ao clube, vou esperar eles se posicionarem a respeito do término do meu contrato para tomar uma decisão”, esclareceu.

Durante a entrevista, Rafinha comentou que não chegou a conversa com nenhum dirigente de clube brasileiro. Argumenta quem cuidará deste assunto será o Lincoln, com quem jogou junto no Schalke 04.

“Não acho que convém entrar nessa parte, a menos que seja em algo mais concreto. Sei dos interesses do clubes, é normal, meu contrato está acabando e estou num dos melhores clubes do mundo. Mas não conversei com ninguém até agora. O Lincoln está fazendo isso por mim. Já recebeu proposta sim, mas é uma coisa que eu prefiro não falar sobre. Isso acaba criando expectativas e preocupações de pessoas que estão envolvidas. E para não criar nenhum tipo de ansiedade perante os torcedores, prefiro não falar sobre qual clube. Deixo isso nas mãos do Lincoln”, concluiu.