Representatividade no esporte: revistas dão visibilidade às mulheres

VAVEL Brasil entrevista os idealizadores das revistas Fémina Fútbol e Girlfans, que adotam como missão a valorização da imagem da mulher no esporte

Representatividade no esporte: revistas dão visibilidade às mulheres
Revistas mostram que futebol também é coisa de mulher (Arte: VAVEL.com)

O futebol é historicamente um esporte de massa, que transforma sociedades e une paixões. Apesar da popularidade do esporte, uma camada importante da população foi silenciada e deixada de lado por  muitos anos. A invisibilidade feminina dentro do futebol é reflexo do papel imposto para as mulheres dentro da sociedade, mas, ao longo do tempo, essa situação está mudando, e a figura feminina vem ganhando seu espaço. 

A fim de mudar esse cenário, projetos de revistas foram criados para dar visibilidade à mulher e mostrar ao público a importância da inserção feminina no mundo do esporte. A revista inglesa Girlfans, idealizada pela professora de moda Jacqui McAssey, se tornou a primeira zine a ser lançada com o intuito de mostrar e valorizar, através de fotos, a presença feminina nos estádios.

A ideia da criação da revista surgiu a partir de uma visita a Anfield, em 2013. Naquela ocasião, o Liverpool, de McAssey, venceu o Stoke City por 1 a 0 e a professora de moda notou a presença de várias mulheres no estádio. A decisão final de tornar a Girlfans uma realidade veio após um relatório feito pela Premier League, onde dizia que quase um quarto dos torcedores ingleses são mulheres. 

“Em 2013, não havia projetos ou iniciativas destacando as fãs femininas a não ser em pesquisas feitas por acadêmicos. De alguma forma eu queria contribuir com uma conversa sobre essas fãs”, comentou ela, em conversa com a VAVEL Brasil.

Edição dedicada às torcedoras do Everton (Foto: Divulgação/Girlfans)

Desde sua primeira publicação, a zine já lançou três edições: a primeira foi dedicada ao Liverpool e suas torcedoras, a segunda ao Everton, rival dos Reds, e a última sobre o Manchester City. A próxima edição será disponibilizada em 2018.

Com o surgimento da inglesa Girlfans, outras iniciativas foram nascendo. A mais recente delas é a revista colombiana Fémina Fútbol, que é inteiramente dedicada às atletas e ao futebol feminino praticado na Colômbia e no mundo. 

O projeto surgiu em 2016 ainda no formato online, como um site dedicado a dar visibilidade para a Liga Femenina de Fútbol. A transição do mundo digital para as folhas de papel se deu em julho de 2017,  quando sua cobertura da revista se expandiu e adquiriu colaboradores de outros países da América do Sul como Uruguai e Venezuela. A Fémina Fútbol adota como missão o empoderamento feminino através do esporte. 

"Nessa revista, nós buscamos que a mulher seja protagonista em sua própria história e nós somos um canal para transmitir essa história" - Francisco Díaz Torres

“A Fémina Fútbol tem a missão de empoderar a mulher dentro do esporte e que se torne um motor para que muitas mulheres e crianças em nosso país e em outras partes da América Latina tenham igualdade e oportunidade seja no futebol ou na vida social, artística ou política. Nessa revista, nós buscamos que a mulher seja protagonista em sua própria história e nós somos um canal para transmitir essa história", disse Francisco Díaz Torres, editor da Fémina Fútbol.

Assim como nos grandes meios de comunicação brasileiros, a mídia colombiana também não dá espaço para temáticas como essas serem retratadas. Em levantamento realizado na Olimpíada do Rio-2016, a exposição das atletas mulheres na mídia correspondeu a pouco mais de duas horas da transmissão total dos Jogos Olímpicos. 

“O caso do Brasil é muito similar com o aqui da Colômbia, México e também em outras localidades do mundo que se praticam o futebol feminino. A maior parte dos jornais esportivos dá enfoque ao futebol praticado pelos homens e o que fazemos como Fémina Fútbol é mostrar a diferença. A ideia é valorizar o papel da mulher no esporte, sobretudo no futebol, e estamos dando o primeiro passo. Nunca existiram revistas que deem esse espaço e nós estamos colocando a primeira pedra e estamos dando à mulher, a importância que ela merece, tanto no futebol quanto no cenário esportivo”, ressaltou. 

Primeira edição da revista (Foto: Divulgação/Fémina Fútbol)

A primeira edição da revista conta com o resumo completo da edição da Liga Femenina 2017 além de entrevistas exclusivas com promessas colombianas como Laura Aguirre, Angie Castañeda e outras.

A revista conta com uma periodicidade mensal e pretende expandir para outros países da América Latina. Ainda não há previsão do lançamento da próxima edição da Fémina Fútbol. 

A presença de meios de comunicação, como a Girlfans e a Fémina Fútbol, dedicados à mulher no esporte, dá visibilidade a um núcleo muitas vezes silenciado dentro da própria sociedade e nos faz sonhar com um panorama mais justo e igualitário dentro do esporte e na vida em comunidade.