Atlético-GO perde para Aparecidense e segue sem vencer no Campeonato Goiano

Dragão é derrotado em casa de virada, irrita torcedor e amarga a lanterna do Grupo A no Goianão; Aparecidense vence a primeira

Atlético-GO perde para Aparecidense e segue sem vencer no Campeonato Goiano
Aparecidense derrota o Atlético-GO no estádio Olímpico.(Foto: Comunicação/Atlético-GO)
Atlético-GO
1 2
Aparecidense
Atlético-GO: Kléver; Jonathan, Lucas Rocha, William Alves e Bruno Santos; Diego Silva, Diego Valderrama, Fernandes e Tomas Bastos; Wesley Natã e Elder Santana. Técnico: João Paulo Sanches
Aparecidense: Busatto; Rafael Cruz, Felipe Costa, Mirita e Helder; Wagner, Uederson, Cristian e Washington; Nonato e Aleilson. Técnico: Márcio Goiano
Placar: 1x0 - Tomas Bastos (20'min - 1º tempo) 1x1 - Helder (45'min - 1º tempo) 1x2 - Alex Henrique (36'min - 2º tempo)
ÁRBITRO: Jefferson Ferreira (GO) apitou a partida, auxiliado por Bruno Pires (GO) e Márcio Soares (GO)
INCIDENCIAS: 3ª rodada do Campeonato Goiano de 2018; A partida foi realizada ás 20h30, no estádio Olímpico, em Goiânia (GO)

O Atlético-GO começou a temporada da pior forma possível. A equipe comandada pelo técnico João Paulo Sanches não vem conseguindo corresponder, e dessa vez, o time rubro-negro perdeu para a Aparecidense por 2 a 1 no estádio Olímpico. Tomas Bastos marcou para o Dragão e Helder e Alex Henrique, para o Camaleão.

Com o resultado, o Atlético amarga a última colocação do Grupo A com apenas dois pontos. Foram dois empates e uma derrota em três jogos. A Aparecidense está na segunda colocação do Grupo B com quatro pontos. Foram uma vitória, um empate e uma derrota.

No próximo domingo (25), o Atlético-GO volta a campo em busca da primeira vitória. A equipe rubro-negra enfrenta o Vila Nova, ás 17h, no estádio Olímpico. A Aparecidense jogará no mesmo dia e horário, contra o Iporá, no estádio Aníbal Batista de Toledo.

Atlético sai na frente, mas leva o empate

A partida deveria ser diferente para o Atlético-GO no Olímpico, visto que o time precisava da vitória para melhorar sua posição na tabela. Nos primeiros minutos, o Dragão dominava as principais jogadas da partida.

Aos vinte minutos, veio a primeira chance real de gol. A bola resvalou na mão de Cristian e com isso, o juiz marcou pênalti para o Atlético-GO. O meia Tomas Bastos, recém-contratado pelo clube, cobrou com categoria e marcou o primeiro gol do jogo: 1x0.

A partida seguia sem muitas chances de perigo e o time de João Paulo Sanches estava administrando bem o resultado, até que aos 45 minutos do primeiro tempo, Helder fez boa jogada individual, passou por três na defesa atleticana e finalizou forte para a rede, sem chances para o goleiro Kléver: 1x1.

Dragão segue apagado e Aparecidense vira o jogo

O Atlético voltou para o segundo tempo sem vontade de vencer. A equipe criava com muitas dificuldades ao gol do goleiro Bussato, e a Aparecidense apenas controlava a marcação na esperança de armar um contra-ataque e fazer o gol da vitória.

Washington quase assustou o gol de Kléver em cobrança de falta, que passou muito perto. Desesperado e notando a atuação ruim de seu time, João Paulo Sanches passou a mexer em sua equipe em busca de melhores resultados.

O jogo se caminhava para o fim, quando Alex Henrique caiu dentro da área e o juiz marcou pênalti para a Aparecidense. O próprio bateu com capricho no canto esquerdo de Kléver, que até foi na bola, mas não evitou o segundo gol do Camaleão: 1x2.

Caminhando para o fim, o Atlético teve uma grande chance de empatar com Lucas Rocha, que carimbou o travessão do goleiro Bussato, em cabeçada perigosa. A Aparecidense teve uma oportunidade de ampliar o marcador com Gustavinho, saindo na cara do gol, mas chutando em cima de Kléver.

Após o fim do jogo, festa do time de Aparecida de Goiânia e do treinador Márcio Goiano e novas vaias para o time do Atlético-GO.